Programa 'Família Segura' segue firme ao lado de quem precisa

Patrulha Maria da Penha também está em funcionamento normal; mulheres em perigo podem acionar escolta

OVALE BrandStudio | @jornalovale

O número de ligações para o 180, canal de denúncias de violência doméstica do governo federal, aumentou 9% desde o início da quarentena, de acordo com dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Atento a este índice, o Família Segura, programa voltado à prevenção e enfrentamento à violência doméstica e familiar em Jacareí, segue recebendo de forma presencial quem precisa de atendimento neste momento.

A casa, localizada na Av. Major Acácio Ferreira, nº 432, região central da cidade, está aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. A pessoa que identificar uma situação de violência doméstica familiar pode ir até o local e registrar o relato. Internamente, os profissionais especializados indicam qual é o acompanhamento necessário.

A Patrulha Maria da Penha também está em funciona mento normal. A mulher que se sentir em situação de perigo pode acionar a escolta da Guarda Civil, voltada apenas para a violência doméstica, pelo telefone (12) 3954-2710, que é o mesmo do Família Segura.

Denúncias.

De acordo com a coordenação do Família Segura, em Jacareí, não houve aumento no registro de denúncias de violência doméstica desde o início da quarentena na cidade.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.