Culinria nordestina, uma exploso de sabores

Os temperos do nordeste vieram de vrias influncias dos povos nativos; escravos e imigrantes que povoaram o Brasil tambm tiveram grande influncia

Kadu Giacomini |

 

A culinária nordestina é uma verdadeira explosão de sabores e mistura o refinado e o rústico em pratos que são admirados no mundo inteiro.

Uma característica bem particular desta culinária são os temperos. Os sabores marcantes e compõem a identidade culinária da região. Vem conferir comigo:

Os temperos

Os temperos do nordeste vieram de várias influências dos povos nativos, dos escravizados e dos imigrantes que povoaram o Brasil. Predominantemente temos a cozinha africana e indígena, com características fortes e intensas. Também é possível encontrar muito da cultura europeia e dos povos colonizados, principalmente por Portugal.

O sabor deles você provavelmente já sentiu. Então vamos ver as principais especiarias nordestinas e um pouquinho da sua história.

Coentro

Talvez o mais famoso deles, levanta polêmicas quando é utilizado. Apesar de até hoje não se saber exatamente da sua origem, ele é muito usado nas culinárias árabe e indiana, foi trazido para o Brasil pelos portugueses. Tem um gosto acentuado e levemente cítrico. Fica perfeito em moquecas e pratos com frutos do mar.

Urucum ou colorau

Eu fui criado vendo minha mãe colorindo e temperando o arroz com este pó vermelho originário dos nativos brasileiros, que usavam não apenas como tempero, mas também para suas cerâmicas e pinturas corporais. O sabor é bem leve, mas o visual deixado nos pratos é lindo e bastante chamativo. Não tem restrição, pode ser usado em qualquer prato em que se queira adicionar cor.

Dendê

Acredita-se que tenha chegado em Pernambuco vindo da África, junto com povos escravizados. É conhecido pelo gosto forte e picante, também pela coloração levemente avermelhada. É mais utilizado na culinária baiana e nos famosos pratos acarajé e vatapá, mas também encontra-se em moquecas, peixes e até no feijão.

Cominho

Ligeiramente picante e com sabor supermarcante, também chegou através da colonização europeia. É originário do Egito e por aqui é muito utilizado em carnes vermelhas, sopas e cremes. Não costuma adicionar cor nos alimentos, se utilizado moderadamente.

Pimenta do reino

Outro tempero muito característico do nordeste, acredita-se que tenha vindo através da influência de mercadores indianos que vendiam suas mercadorias para portugueses. Não falta na cozinha dos brasileiros e é possível usar para diversos pratos, como peixes, frangos e caldos.

A culinária nordestina é ou não uma delícia? São temperos muito saborosos e, em sua maioria, bem fáceis de encontrar. Você pode usar em pratos nordestinos ou sempre que quiser.

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido, assistido, curtido e compartilhado. So mais de 23 milhes de visualizaes por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao da edio impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.