Estado promete ampliar número de cidades do Virada SP para 2020

Thais Perez @_thaisperez | @_thaisperez

São José dos Campos foi uma das cidades contempladas para receber a Virada SP neste ano. A corrida pelo evento começou em setembro, quando o governo estadual lançou uma chamada pública para cidades de grande, médio e pequeno porte.

A cidade do Vale do Paraíba foi escolhida na categoria de cidades de grande porte, batendo concorrentes como Campinas, Taubaté e Sorocaba.

Para evitar a competição acirrada, o Governo de São Paulo planeja ampliar o projeto no próximo ano.

"A ideia é que a gente possa fazer uma Virada por macroregião do estado, totalizando 15 Viradas em 15 cidades", afirma o secretário de Cultura e Economia Criativa Sérgio Sá Leitão, em entrevista a OVALE.

De acordo com o secretário, os novos chamamentos públicos não terão restrições para as cidades que vão receber a Virada neste ano.

"Queremos que todas as cidades possam concorrer ao chamamento público", disse.

A Virada SP em São José será a primeira realizada nesta gestão. No total, foi investido R$ 1,5 milhão para a realização do evento, sendo que R$ 500 mil foram contrapartida da FCCR (Fundação Cultural Cassiano Ricardo).

"Essa será a maior Virada do estado, com mais atrações, até mesmo pelo porte da cidade e a infraestrutura que ela tem", completou o Leitão.

A seleção da programação foi feita em conjunto com a FCCR. Neste ano, ao contrário de outras edições da Virada, não houve chamamento público para artistas.

"Essa escolha cabe às prefeituras. Se houver interesse de mais de uma cidade em fazer um processo público, podemos viabilizar", comenta o secretário.

PROGRAMAÇÃO.

A Virada SP começa neste sábado e vai até domingo com uma programação vasta de atividades culturais em São José dos Campos.

Espalhados por 23 espaços públicos, os shows, festas e peças de teatro acontecerão durante 24 horas ininterruptas.

Entre os destaques está o show da Banda Melim, que subirá ao palco do Parque da Cidade no domingo, às 13h. Depois haverá show de Rael, às 15h30 e às 18h, de Paulinho da Viola.

No sábado, quem sobe ao palco principal é a banda Nação Zumbi, às 23h..

 

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.