Nossa Região

Casos em vacinados não indicam falha na vacina, explica infectologista

Da redação@jornalovalePublicado em 17/07/2021 às 02:00Atualizado há 22/07/2021 às 12:04
Vacinação. Campanha ajuda a evitar casos graves do coronavírus (Adenir Britto/PMSJC)

Vacinação. Campanha ajuda a evitar casos graves do coronavírus (Adenir Britto/PMSJC)

O caso do governador João Doria (PSDB), infectado após já ter sido vacinado e depois de já ter sido diagnosticado com a Covid-19 em 2020, gerou a propagação de uma série de fake news que apontam para uma possível falha da vacina CoronaVac.

A informação, contudo, é rebatida por especialistas. Segundo o médico infectologista Lucas Darrigo, de São José dos Campos, todas as vacinas funcionam principalmente para evitar casos graves da doença, que requerem maior atenção, mas podem não evitar a infecção.

"Pegar uma notícia dessa e atribuir esse resultado a uma falha da vacina é algo realmente dessa turma de fake news que gosta de confundir a cabeça das pessoas", afirmou.

Segundo ele, o caso do governador é esclarecedor para que se compreenda a importância da manutenção de todos os cuidados até a imunização completa da população.

"Temos três pilares que vão tirar a gente dessa situação pandêmica, que é o distanciamento social, uso correto de máscara e vacinação. Desses três pilares, o último que ficou disponível para a gente foi a vacinação, que começou titubeante e agora começou a abranger uma parte maior da população", explicou o especialista..

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), na entrevista coletiva (Governo de SP)
Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: