Mortes suspeitas aumentam 36% em um dia no Vale

Da redaçã[email protected] | @jornalovale

Os casos de morte suspeita em decorrência do novo coronavírus subiram para 34 no Vale do Paraíba nesta quarta-feira (1), nove a mais do que no dia anterior, quando eram 25 --aumento de 36%.

São José dos Campos e Guaratinguetá investigam a morte de seis pacientes cada, maior número de óbitos suspeitos da região.

Ao todo, 12 cidades do Vale relataram mortes suspeitas pelo novo coronavírus.

São Sebastião investiga quatro óbitos, seguido de Taubaté (3), Pindamonhangaba (3), Caraguatatuba (3), Jacareí (2), Ubatuba (2), Cachoeira Paulista (1), Caçapava (1), Campos do Jordão (1) e Cunha (1).

Três mortes foram confirmadas pela doença, em São José, São Sebastião e Taubaté.

Os casos positivos de coronavírus subiram de 42 para 47, aumento de 12% em um dia.

Os três primeiros casos de Covid-19 (doença causada pelo coronavírus) na região foram registrados em 18 de março, dois em São José e um em Taubaté. A região tem ainda 1.257 casos suspeitos.

A Prefeitura de São José confirmou nesta quarta-feira três novos casos de coronavírus na cidade, que agora acumula 36 confirmações.

De acordo com a Secretaria de Saúde, as duas novas mortes em investigação são de um homem de 51 anos, que era diabético, hipertenso e tabagista, e de uma mulher de 50 anos, que era hipertensa.

Além dos casos de mortes suspeitas, o município conta com 487 pacientes que ainda aguardam pelo resultado dos exames. Desses, 416 esperam em casa, 29 estão internados em UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e 42 em enfermaria.

No país, os casos de infecção pelo novo coronavírus subiram para 6.836. O número de mortes por Covid-19 chegou a 240, 164 em São Paulo. O índice de letalidade ficou em 3,5%. No dia anterior, o país contabilizava 201 óbitos e 5.717 casos..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 8,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.