MEC seleciona 1.375 no Prouni bolsas para alunos do Vale

Na RMVale, dos 1.375 candidatos selecionados, 968 foram para bolsas em cursos presenciais e 407 para cursos à distância; do total, 953 são para bolsas integrais e 422 a bolsas parciais

Xandu [email protected] | @xandualves10

O MEC (Ministério da Educação) selecionou 1.375 candidatos na primeira chamada do Prouni (Programa Universidade para Todos) para bolsas em faculdades do Vale do Paraíba. Eles tiveram que comprovar as informações até a última terça-feira.

Em 18 de fevereiro, o MEC divulga o resultado da segunda chamada para as vagas não preenchidas na primeira. As listas podem ser acessadas na página do programa (siteprouni.mec.gov.br).

O Prouni oferece bolsas de estudos, integrais e parciais -- 50% do valor do curso--, em instituições particulares de educação superior.

Para concorrer às bolsas, os candidatos tinham que ter feito o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2019 e tirado, no mínimo, 450 pontos na média da prova. Zero em redação elimina do processo.

Segundo o MEC, a atual edição vai selecionar estudantes para 251.139 bolsas parciais e integrais para faculdades privadas com base no Enem.

Para concorrer à bolsa integral, o candidato precisa ter renda familiar per capita bruta de até 1,5 salário mínimo. Para parcial, a renda precisa ser de até três salários mínimos.

Após o resultado da segunda chamada, os selecionados terão até 28 de fevereiro para comprovar as informações e garantir a matrícula.

Quem ficar de fora pode ingressar na lista de espera, entre 6 e 9 de março. A lista será divulgada em 12 de março.

De 13 a 16 de março, o candidato selecionado para o Prouni deve entregar a documentação e confirmar a matrícula.

RMVALE.

No Vale, dos 1.375 candidatos selecionados, 968 (70%) foram para bolsas em cursos presenciais e 407 (30%) para cursos à distância. Do total, 953 (69%) são para bolsas integrais e 422 (31%) para bolsas parciais.

Foram selecionadas bolsas para 86 cursos na região em 18 instituições de ensino superior, em 15 cidades.

São José dos Campos tem 808 bolsas (59% do total), depois aparecem as cidades de Pindamonhangaba (171 bolsas), Taubaté (88), Lorena (66), Jacareí (63), Cruzeiro e Caçapava (45 cada), Caraguatatuba (32) e Guaratinguetá (20).

Os cursos com maior número de bolsas na região são Administração (129), Pedagogia (127) e Educação Física (61).

Em 2019, maioria dos bolsitas na RMVale era mulher e de São José, diz Quero Bolsa

Em 2019, o MEC ofertou 1.822 bolsas do Prouni no Vale, sendo 87% na modalidade integral e 12,5%, na parcial, segundo levantamento do Quero Bolsa, plataforma de vagas e bolsas no ensino superior criada em São José. Do total de bolsas, 64% foram para cursos presenciais e 35,7%, para cursos à distância. São José teve mais beneficiários: 44%.

Com base no levantamento, o perfil mais comum do beneficiário foi de mulher, branca e moradora de São José. O curso com maior número de bolsistas foi Pedagogia, com 223.

Os dados apontaram que 64% dos bolsistas que ingressaram no programa em 2019 eram mulheres, contra 36% de homens. Do total, 60% são brancos, 38% negros (soma de pretos e pardos) e 0,8% amarelos.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.