Logo Jornal OVALE

Guaratinguetá segue sem previsão para instalação de radares

Após impasse, Justiça autorizou serviço, mas governo Marcus Soliva (PSB) ainda não apresentou previsão para retorno da operação

Thaís [email protected]_thaisleite | @_thaisleite

Desde 2017 sem radares, a cidade de Guaratinguetá permanece sem uma previsão concreta para o retorno da operação dos equipamentos de fiscalização eletrônica.

Após dois anos de impasse, a prefeitura informou ter recebido um parecer judicial que possibilitou a contratação da empresa que deve ser responsável pela operação, a Sentran. Agora, os equipamentos contratados são alvo de aferição do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Mesmo com o andamento da contratação, o governo Marcus Soliva (PSB) não apresentou estimativa de retomada para o serviço. O contrato, já assinado com a vencedora do certame, custa cerca de R$ 40 mil por mês ao município e tem validade de 12 meses.

O serviço deve incluir a instalação de três radares fixos e um estático, que deve atuar em locais selecionados e apontados pelo município como de caráter emergenciais.

PARALISAÇÃO.

O último contrato de radares no município venceu em dezembro de 2016. Em 2017, a licitação para a contratação do serviço foi paralisada após o Ministério Público apontar indícios de irregularidades, como a participação de somente uma empresa na disputa. Neste ano, após decisão do Tribunal de Justiça, a contratação teve andamento..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.