Logo Jornal OVALE

São José lidera número de infratores em São Paulo, aponta Estado

Cidade registrou 12,41% de queda na quantidade de adolescentes apreendidos pelas forças de segurança neste ano; redução não foi suficiente para tirar São José do topo do ranking estadual, perdendo apenas para a capital

Xandu [email protected] | @xandualves10

Mesmo com queda de 12,41% no total de adolescentes apreendidos, São José dos Campos segue líder nesse quesito em todo o estado, posição que ocupa desde 2017.

Entre janeiro e junho, as forças de segurança da cidade apreenderam 233 menores envolvidos com o crime, sendo 167 em flagrante delito e 66 por mandado. Os números são da SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública).

A cidade supera em uma apreensão a segunda colocada, Guarulhos, que tem 232, sendo 213 por flagrante e 19 por mandado. E só perde para a capital, com 1.899.

LEIA MAIS: Vale tem 10 mil adolescentes apreendidos em cinco anos e projetos tentam auxiliar na recuperação

LEIA MAIS: São José é líder de apreensões de adolescentes infratores no interior

No ano passado, nos mesmos seis meses, São José registrou 266 jovens apreendidos, sendo 235 em flagrante e 31 por mandado. A queda para este ano foi de 12,41%, o dobro daquela registrada no estado, de -6,64%.

O Vale do Paraíba também seguiu nesta linha, com retração de 5,04% nos menores apreendidos, de 734 de janeiro a junho de 2018 para 697, em igual período neste ano.

Os dados revelam, contudo, que a queda foi apenas de menores apreendidos em flagrante delito, com -12,95%. Foram 484 contra 556 adolescentes.

Já a quantidade de menores apreendidos por mandado, quando há uma ordem judicial expedida, aumentou 19,66% na região: 213 jovens contra 178.

São José seguiu o mesmo padrão: queda de 28,94% nas apreensões em flagrante (167 contra 235) e aumento de 112,90% nas por mandado (66 ante 31).

"Ante este cenário [de queda na apreensão de adolescentes], a estratégia da Polícia Militar na região segue a mesma, calcada na análise criminal e inteligência policial, dispondo o efetivo operacional nos locais de maior incidência de crimes", disse o comandante do CPI-1 (Comando de Policiamento do Interior), coronel José Eduardo Stanelis..