Logo Jornal OVALE

RMVale tem mês mais violento no trânsito desde 2015, aponta Estado

Foram 52 vítimas fatais em acidentes de trânsito na região em junho de 2019, segundo dados do Infosiga; de acordo com a série histórica do sistema estadual, até então o recorde do Vale havia sido de 49 óbitos, no mês de abril de 2016

Xandu [email protected] | @xandualves10

O impacto dos 10 turistas que morreram na tragédia da rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, em 9 de junho, tornou junho o mês mais violento no trânsito da RMVale desde 2015, de acordo com a série histórica do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira.

A região encerrou junho com 52 mortes em acidentes de trânsito, 92,59% de aumento para as 27 vítimas fatais no mesmo mês do ano passado. Na comparação com os 33 óbitos de maio, a subida foi de 57,58%.

Em toda a série histórica do Infosiga, a partir de janeiro de 2015, o mês mais violento no trânsito da região havia sido em abril de 2016, com 49 mortes. Nesse período de 54 meses, em apenas sete deles o Vale registrara 40 ou mais mortes em acidentes de trânsito.

Com isso, depois de cinco meses com queda no acumulado do ano, na comparação com 2018, a região fechou o primeiro semestre de 2019 com 182 mortes em acidentes de trânsito, 8,33% a mais do que as 168 vítimas fatais dos seis primeiros meses do ano passado.

Com 10 mortes e 50 feridos, o capotamento de um ônibus de turismo na rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, no começo de junho, prejudicou as estatísticas da região e dificultou a meta de reduzir as mortes em acidentes de trânsito pela metade até 2020.

A situação foi diferente no estado, com o semestre mais pacífico nas estradas desde o início da série histórica do Infosiga. No período, foram registradas 2.593 ocorrências, redução de 2% na comparação com 2018 (2.645). A queda chega a 20,6% na comparação com o primeiro semestre de 2015.

São José, Pinda e Taubaté lideram mortes na região durante o ano

Entre as cidades, São José dos Campos lidera com 34 mortes no trânsito em 2019, sendo 18 delas em junho e maio. Os óbitos aumentaram 17,24% na cidade ante o primeiro semestre de 2018 (29 mortes). O acidente na rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro levou Pindamonhangaba ao segundo lugar na região, com 24 mortes em seis meses, alta de 166% comparado ao ano passado, com nove óbitos entre janeiro e junho. Taubaté aparece em terceiro, com 21 vítimas fatais no trânsito neste primeiro semestre, mas com redução de 4,55% ante igual período de 2018, com 22.