Eliane Maia - Embraer e São José: estratégicas para o mundo

Eliane Maia Presidente da Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos |

A Foreign Direct Investment Strategy, uma das mais confiáveis plataformas de bancos de dados da Europa, publicou recentemente que São José dos Campos permanece como uma das cidades mais estratégicas do mundo para investimento estrangeiro no setor aeroespacial. A revista, que pertence ao grupo britânico "Financial Times", é famosa por identificar, monitorar e analisar continuamente oportunidades e riscos de investimentos em lugares-chave do mundo.

Nesse momento de alta expectativa sobre a retomada da economia, tal reafirmação é um estímulo para a confiança da nossa cidade.

Ao longo das últimas décadas, a indústria aeroespacial tem contribuído significativamente com a geração de emprego e renda na região, com reflexos igualmente positivos no comércio e na arrecadação de impostos. Nesse cenário, ocupa um papel de destaque a Embraer, empresa estratégica para o país, com raízes joseenses e que alça voos pelo mundo.

Nos últimos dois anos, o debate em torno da possibilidade de parceria da companhia com a Boeing fez emergir sentimentos distintos sobre o futuro do setor na cidade. As perspectivas iniciais eram de fortalecimento dessa indústria. A não concretização do acordo, no entanto, gerou um nível de incerteza sobre o futuro.

Uma parceria desse porte poderia inserir a Embraer em uma economia de escala sem precedentes, mas o fato da mesma não se concretizar não significa que a existência desta renomada e pujante empresa tenha ficado comprometida. É muito importante destacar que, há anos, a Embraer deixou de ser somente uma fabricante de aeronaves para se tornar um grande conglomerado de tecnologia, com desenvolvimento de sistemas complexos para diversos setores como naval, espacial, segurança cibernética, entre outros. Parte dessa evolução de negócios acontece nas diversas instalações da empresa e suas coligadas, sediadas no Parque Tecnológico de São José.

A Embraer deve continuar sendo relevante para a nossa cidade, contribuindo positivamente para suprir os impactos negativos causados pela pandemia da Covid-19. O relatório britânico aponta o que já sabemos: São José é e vai continuar sendo competitiva no setor aeroespacial, em razão do moderno parque industrial aqui existente, renomados institutos de pesquisas e profissionais altamente qualificados.

Independente do tamanho que a indústria aeroespacial global tiver no cenário pós-Covid-19, o mundo sabe que nossa cidade continua sendo estratégica a esse modelo de investimento e que o nosso comércio oferece infinidade de produtos e serviços de padrão internacional. Temos o DNA do progresso..

 

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.