Apocalipse ambiental: rea queimada no Pantanal a maior da histria, segundo dados do Inpe

Instituto mostra que setembro o pior ms em focos de incndio da histria do bioma; Governo v ao humana no incio das queimadas, e caso vai ser analisado pelo Ministrio Pblico

Xandu Alves | @xandualves10

Pantanal arde.

Depois da Amazônia, cujas queimadas em agosto atingiram os piores índices da última década, o inferno ambiental transformou em cinza e vermelho fogo a paisagem do Pantanal, uma das maiores extensões úmidas contínuas do planeta.

Setembro de 2020 é o pior mês da história do Pantanal em focos de incêndio, segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Foram mais de 6.048 focos de incêndio no mês. Até então, agosto de 2005 era o pior mês da história, com 5.993 focos.

Já são mais de 16.200 focos de incêndio no Pantanal em 2020, também o maior índice de terra queimada da história. O Inpe monitora o bioma por meio de satélites desde 1998.

Também de acordo com dados do Inpe, o recorde anterior em um ano se deu em 2005, com 12.536 focos, número bem distante dos mais de 16 mil atuais.

CATÁSTROFE.

Com uma semana para o fim da medição em setembro, o mês já chegou a registrar mais de 1.000 novos focos de incêndio em apenas um dia. No último dia 12, as medições por satélite registraram 1.093 focos em 24 horas.

O Pantanal tem mais de 150 mil km² e ocupa 1,76% da área total do território brasileiro. O bioma é uma planície aluvial e influenciado por rios que drenam a bacia do Alto Paraguai. É considerado fundamental para o equilíbrio ecológico.

Estima-se que os incêndios já tenham destruído 19% do bioma, o que se transforma numa perda irreparável para a região do Pantanal e o meio ambiente em geral.

Segundo autoridades, a área afetada já passa de 2 milhões de hectares e destruiu refúgios de animais em extinção, como as araras azuis, e tem ameaçado espécies típicas da região, como a onça-pintada.

“Fugiu completamente do controle, muito por conta da negação, mas agora viram que é algo sem precedentes. Pagaremos um preço muito alto, porque não vai recuperar tudo que perdeu e vai levar um bom tempo para recuperar parte do que foi perdido”, apontou o climatologista Rodrigo Marques, professor da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso).

Ele classifica os incêndios de 2020 como uma “catástrofe para a natureza”.

Para piorar a situação, Marques informou que a região do Pantanal tem índice de chuva ao nível do clima semiárido nordestino.

Após cinco perícias no Pantanal, o governo de Mato Grosso informou que ações humanas teriam causado as queimadas na região.

Na sexta-feira (25), a Polícia Federal informou que tem provas de que ao menos quatro fazendeiros teriam iniciado as queimadas na região da Serra do Amolar, no Pantanal.

O Ministério Público Federal vai analisar o caso e poderá denunciá-los à Justiça Federal.

'Queimadas no Pantanal destroem um patrimônio que se perde para sempre'

Para o geólogo Paulo Roberto Martini, pesquisador do Inpe, as queimadas no Pantanal destroem o patrimônio vegetal para sempre. "No Pantanal, é outro tipo de cobertura, como as matas de várzea. Uma vez que queima e derruba não volta. Patrimônio que se perde para sempre".

E completa: "Não é só questão de tirar o mato, mas toda a biodiversidade agregada e o serviço ambiental. As temperaturas estão aumentando em função da retirada da vegetação".

Em nota, o Ministério da Defesa informou que 182 militares e 139 brigadistas estão combatendo os incêndios no Pantanal, sob coordenação do ICMBio e dos bombeiros estaduais..

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 23 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.