Super-heris da sade

Capa da edio de hoje presta homenagem aos mdicos e enfermeiros que esto na linha de frente contra o vrus

Opulso ainda pulsa. Ali, em meio ao branco que grita na capa desta edição, está a linha de um coração que bate no ritmo da esperança de que, apesar de difícil, este pesadelo passará. O futuro, ainda uma semente, recita o poeta Fernando Pessoa (1888 - 1935) a Alberto Caieiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis, com a fé de quem vê adiante, além da névoa espessa da noite mais escura deste século: "Tenho em mim todos os sonhos do mundo". Já pensou se um deles não retrucaria utilizando Mário Quintana (1906 - 1994), dando asas aos conhecidos versinhos: "Todos esses que aí estão, atravancando meu caminho, eles passarão... eu passarinho!"

Fato é que o combate à pandemia, crise global mais grave desde a Segunda Guerra Mundial, um dia vai passar, porém não se sabe quando e com qual trágico saldo. Muito longe de ser uma 'gripezinha' ou 'resfriadinho', a Covid-19 já infectou aproximadamente um milhão de pessoas, com milhares de vidas já ceifadas no planeta. Trata-se de uma guerra e quem está na linha de frente, nas trincheiras da batalha diária travada entre leitos dos hospital: são os profissionais de saúde, verdadeiros heróis.

São super-heróis sem capa ou superpoderes, mas que têm nas mãos a responsabilidade de tentar salvar o mundo desse inimigo tão perigoso. A capa da edição de hoje de OVALE e Gazeta de Taubaté homenageia os profissionais de saúde, vestindo o jaleco branco e mantendo o coração batendo. Pulsando.

A pandemia, ainda não se sabe quando, passará. E passará, em grande medida, graças a esses profissionais. Como, de maneira magistral em 'O Mar Português', escreveu o poeta Pessoa, vai ser doloroso, mais vai passar.

"Quem quer passar além do Bojador, tem que passar além da dor. Deus ao mar o perigo e o abismo deu, Mas nele é que espelhou o céu"..

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 8,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.