Logo Jornal OVALE

Um cheque sem fundo

Demisso de Cintra e polmica sobre a CPMF revelam um governo completamente perdido, sem projeto para o pas

Xeque. Polêmica, a recriação da CPMF está em xeque. O secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, foi exonerado nesta quarta-feira por determinação do Palácio do Planalto devido à insistência na recriação de uma espécie de CPMF. A demissão de Cintra é um capítulo importante no debate sobre a reforma tributária e praticamente sepulta a ideia de recriar o imposto sobre transações financeiras, de triste lembrança para o contribuinte brasileiro, uma proposta que era defendida com entusiasmo pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, o Posto Ipiranga de Jair Bolsonaro durante a etapa eleitoral.

A decisão de exonerar o secretário, aliado de Guedes, foi tomada após a divulgação sobre o estudo para criação de uma contribuição provisória com uma alíquota de 0,2% para as compras no débito e crédito financeiro e de 0,4% no saque e depósito em dinheiro. Após se dizer contra a nova CPMF, logo nos dias seguintes à sua eleição, em outubro de 2018, o presidente chegou a admitir em agosto último que poderia discutir a recriação do tributo com Guedes. Mas e agora?

A exoneração de Cintra ocorreu após a notícia sobre o novo tributo ter caído muito mal na base do governo e na opinião pública. Ao contrário do que faz querer parecer a Presidência da República, a recriação da CPMF era uma ideia com o tímbre governamental, que era defendida pelo Posto Ipiranga de Bolsonaro -- cada vez com um tanque menos cheio de poder.

Como caiu mal, o presidente se apressou em opor-se à ideia.

No entanto, mais do que isso, o episódio deixa claro e cristalino, mais uma vez, que o governo Bolsonaro é uma bagunça absoluta, onde ninguém se entende e o país afunda, mergulha na crise.

Um deserto de ideias, com isso o inepto governo perde o protagonismo em pautas como a Previdência e a reforma tributária, hoje conduzidas pela Câmara.

O caso da nova CPMF mostra o governo perdido. Em xeque.

Um cheque sem fundo..

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.