Logo Jornal OVALE

O discurso contra a prtica

Aps achincalhar meio mundo e criar crises com inmeras naes, Bolsonaro pede a unio de pases pela Amaznia

Jair Bolsonaro (PSL) passou as últimas semanas brigando com França e Alemanha, provocou a Noruega, passou longe de um diálogo com os países do G7, chamou o virtual novo presidente da Argentina de ladrão e defendeu as indefensáveis ditaduras de Paraguai e Chile. Talvez seja um recorde de baboseiras, mas fato é que, depois de tudo isso, o presidente do Brasil pediu união.

Em discurso nesta sexta-feira na Colômbia, Bolsonaro pediu que os chefes de Estado da América do Sul se unam pela "soberania" dos países na região da Amazônia -- citando nominalmente Bolívia e Venezuela, por exemplo, outros países alvo de críticas bolsonaristas nos últimos tempos.

Chefe de um desgoverno que em pouco mais de oito meses já mostrou a desunião como uma de suas marcas, transformando a administração em uma espécie estranha de monstro de Frankstein cheio de ideologias ultrapassadas e figuras que insistem em remar cada uma para seu próprio lado, o pesselista mostra mais uma vez dificuldade em conciliar palavras e ações.

Bolsonaro ainda nem passou de um quarto de mandato e já impressiona pela capacidade de gerar crises institucionais e de faltar com respeito a quem não pensa como ele. Com um mercado ainda instável e com a falta de confiança dos demais países, o Brasil vê, só para ficar no tema, a Amazônia perder em agosto uma área que equivale a 4,2 milhões de campos de futebol com o avanço das queimadas.

Fica bem claro que, desse jeito, quem precisa se unir, levantando bandeiras como a defesa do meio ambiente, a garantia da liberdade de expressão e o respeito a todos, é a sociedade brasileira..

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.