Vendas caem em 60% dos 10 itens mais exportados pelo Vale em 2019

Petrleo e veculos lideram a lista dos produtos que mais perderam em exportaes de janeiro a novembro de 2019 comparado a igual perodo de 2018; no geral, regio deixa de exportar US$ 1,60 bilho em 11 meses do ano

Xandu [email protected] | @xandualves10

Seis dos 10 produtos mais exportados pelo Vale do Paraíba caíram 23% nas vendas ao exterior entre janeiro e novembro deste ano (US$ 5,37 bilhões) contra o mesmo período do ano passado (US$ 6,98 bilhões).

Juntos, esses seis produtos foram responsáveis por 57% do total exportado pelo Vale nos 11 meses deste ano, com US$ 9,47 bilhões --queda de 11% ante os US$ 10,6 bilhões de janeiro a novembro de 2018. Os dados são do Ministério da Economia.

Pelo quarto período consecutivo, a região reduziu as exportações de petróleo bruto e automóveis, dois dos produtos mais vendidos pelas empresas do Vale no exterior.

Além deles, também caíram alumínio (-6,35%), pastas de madeira (-12,24%), máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-29,16%) e ferro e aço (-65,72%).

É o terceiro período consecutivo que cinco dos seis produtos (exceção a pastas de madeira) registram queda nas exportações no acumulado do ano. De janeiro a outubro, a retração foi de 23%.

O resultado fez com que a região deixasse de exportar US$ 1,60 bilhão apenas com estes seis produtos entre janeiro e novembro de 2019, ante igual período do ano passado.

Responsável por 40% das exportações do Vale no ano, o petróleo reduziu 20% a venda entre janeiro e novembro (US$ 3,73 bilhões) ante igual período de 2018 (US$ 4,67 bilhões)..

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.