Vale perde US$ 1,72 bilhes para China e Argentina em exportao no ano

Dois pases esto entre os maiores compradores dos produtos feitos no Vale e importaram 40% a menos neste ano na comparao com 2018, em 11 meses; j para os Estados Unidos, a exportao cresceu 24% ou US$ 618 milhes

Xandu Alves @xandualves10 | @xandualves10

De janeiro a novembro deste ano, o Vale do Paraíba perdeu US$ 1,72 bilhão em exportações para China e Argentina, valor superior à exportação da região para 14 países, entre eles França, Alemanha e México.

De acordo com dados do Ministério da Economia, a região soma US$ 2,64 bilhões exportados para China e Argentina nos 11 meses deste ano. Em igual período do ano passado, foram US$ 4,37 bilhões. A queda é de 40%.

A retração pesou na balança comercial da região em razão de China e Argentina serem, ao lado dos Estados Unidos, as nações que mais importam produtos feito no Vale.

Com isso, a exportação geral da região caiu 11% em 2019: US$ 9,47 bilhões contra US$ 10,6 bilhões.

A participação dos dois países no total exportado pelas empresas do Vale recuou de 41% no ano passado, de janeiro a novembro, para 28% neste ano, no mesmo período.

A desaceleração foi causada principalmente pela China, país que liderou a compra de produtos do Vale durante todo o ano passado, ultrapassando os Estados Unidos, mas que acumula sucessivas quedas desde janeiro deste ano.

O Vale exportou 41% a menos para os chineses em 2019, em 11 meses, comparado ao volume de 2019. Trata-se da maior queda do ano. O valor caiu de US$ 3,45 bilhões para US$ 2,03 bilhões Ou seja, US$ 1,41 bilhão deixou de ser vendido para a China nesse período.

Maiores compradores de aviões do Vale, Estados Unidos importam 24% a mais

Na contramão de China e Argentina, os Estados Unidos compraram US$ 618,6 milhões a mais do Vale do Paraíba em 2019 comparado ao ano passado: US$ 3,18 bilhões ante US$ 2,56 bilhões, alta de 24%. Os americanos cresceram 10 pontos percentuais na participação total das exportações do Vale de janeiro a novembro, passando de 24% para 34%.

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.