São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Novembro 22, 2018 - 22:32

Após polêmica e pressão, Bolsonaro anuncia filósofo para Educação

Bolsonaro

Pressionado. O presidente eleito Jair Bolsonaro teve que recuar na escolha do ministro da Educação

Foto: /Marcelo Camargo/Agência Brasil

Depois de cogitar o professor Mozart Neves Ramos, do Instituto Ayrton Senna, e o procurador Guilherme Schelb,agora confirma professor emérito da Escola do Exército

Das agências @jornalovale

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, anunciou nesta quinta- feira, pelo twitter, a indicação de Ricardo Velez Rodriguez, para o cargo de ministro da Educação. Autor de mais de 30 obras, atualmente é professor emérito da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

"Velez é professor de Filosofia, mestre em Pensamento Brasileiro pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, doutor em Pensamento Luso-Brasileiro pela Universidade Gama Filho e pós-Doutor pelo Centro de Pesquisas Políticas Raymond Aron, de Paris, com ampla experiência docente e gestora", informou o presidente eleito pela rede social.

Na quarta-feira, Bolsonaro havia conversado com o professor Mozart Neves Ramos, do Instituto Ayrton Senna. Porém, o nome dele tem forte rejeição na bancada evangélica na Câmara dos Deputados, já que ele é contrário ao projeto da Escola sem Partido e também não se posiciona contra o ensino da ideologia de gênero nas escolas, uma das principais críticas do grupo aliado do presidente eleito.

Nesta quinta-feira de tarde, chegou a se reunir com procurador da República, Guilherme Schelb, que foi cogitado pelo presidente eleito a assumir o cargo. "Foi uma conversa de apresentação, na qual pude expor ao presidente Bolsonaro a minha análise sobre as questões centrais da educação brasileira que devem ser enfrentadas com a máxima urgência", disse Schelb..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO