+ Design

Com Bandeirante no DNA, Embraer transforma-se na 3ª maior do mundo

25/10/2018 às 22:42.
Atualizado em 08/07/2021 às 12:48

PRODUÇÃO. A decolagem do Bandeirante levou junto a Embraer, criada pelo governo militar brasileiro em 1969 para produzir o avião. O primeiro presidente foi Ozires Silva, que comandou a estatal até 1986. A fabricante foi privatizada em 1994. O primeiro contrato foi para produzir 80 Bandeirantes para a FAB (Força Aérea Brasileira). As entregas começaram a partir de 1973.

A partir daí, o Bandeirante permaneceria em produção por 18 anos, sendo construído em mais de 20 versões. A linha de produção foi encerrada no final de 1991, sendo que a última unidade foi entregue ao governo do Amazonas, em 1995.

No total, foram fabricadas 498 aeronaves, sendo 253 para o Brasil e 245 vendidas para o exterior, a clientes civis e militares de 36 países.

"Nunca imaginaria que daquele nosso projeto pioneiro nasceria a terceira maior fabricante de aviões do mundo", diz Ozires Silva.

Há um ano, a Embraer batizou com o nome dele um dos protótipos do moderno E190-E2..

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por