São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Outubro 24, 2018 - 22:12

Trump pede união política após envio de explosivos

Artefato

Artefato. Policiais isolam uma das áreas onde tinha explosivos

Foto: /marcelloj/Agência Brasil

As declarações foram feitas depois de seis artefatos explosivos terem dirigidos às residências de Bill e Hillary Clinton,e de Barack e Michelle Obama, nos Estados Unidos

Das agê[email protected]

O presidente dos EUA, Donald Trump, pediu nesta quarta-feira (24) união entre rivais políticos "para enviar uma mensagem clara e forte de que atos ou ameaças de violência política não têm lugar nos EUA".

As declarações foram feitas depois de seis artefatos explosivos terem dirigidos às residências de Bill e Hillary Clinton, em Nova York, e de Barack e Michelle Obama, em Washington, e para a rede de TV CNN, que inclusive teve seu prédio evacuado e uma transmissão ao vivo interrompida por conta do episódio.

Trump fez uma rápida declaração sobre os incidentes na Casa Branca e e falou após a primeira-dama, Melania Trump, que também condenou as tentativas de ataque. "Não podemos tolerar estes ataques covardes e condeno veementemente todos os que escolhem a violência", disse Melania.

SEMELHANÇA.

De acordo com o jornal The New York Times, que cita fontes da polícia, os dispositivos são similares aos que as autoridades encontraram e detonaram na segunda-feira (22) na residência do multimilionário filantropo George Soros, ao norte do estado de Nova York.

O Departamento de Segurança Nacional, ao qual está integrado o Serviço Secreto, afirmou em sua nota que os pacotes foram "identificados imediatamente como artefatos explosivos durante processos rotineiros de revisão dos Correios e foram manejados apropriadamente".

"Os protegidos não receberam os pacotes nem correram o risco de recebê-los", acrescentou o Serviço Secreto.

INVESTIGAÇÃO.

O assunto está sob "ampla investigação criminal" e reunirá "todos os recursos disponíveis" em nível federal, estadual e local para "determinar a fonte dos pacotes e identificar os responsáveis", completaram as autoridades.

O FBI de Nova York indicou em mensagem na sua conta oficial do Twitter que está a par do objeto achado perto da residência dos Clinton, na cidade de Chappaqua (Nova York), e que suas forças especializadas em terrorismo estão colaborando com outras agências na investigação..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO