São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Outubro 18, 2018 - 00:12

Haddad diz que PT errou e elogia Moro

Fernando Haddad

Reconhecimento. O candidato Fernando Haddad diz que PT errou

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Candidato a presidente reconhece falhas do partido, minimiza críticas de Cid Gomes e cita a atuação do juiz durante a Lava Jato

Da Agência [email protected]jornalovale

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, admitiu nesta quarta-feira erros cometidos pelos governos petistas e afirmou que, se eleito, vai eliminar, por exemplo, a desoneração das empresas. "Eu acho correto que a gente reconheça erros", disse em entrevista exclusiva ao SBT. Na entrevista, Haddad tentou suavizar as críticas de Cid Gomes - que durante reunião esta semana, disse que o PT cometeu erros estratégicos. O petista atribuiu a reação de Cid, que é irmão de Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência derrotado no último dia 7, ao "calor da emoção" e afirmou que ele gravou um vídeo em seu apoio.

Haddad acrescentou que houve erros, nos últimos dois anos do governo de Dilma Rousseff, como a desoneração de impostos das empresas. "Irei eliminar as desonerações das empresas", disse o candidato sem entrar em detalhes.

Haddad elogiou a atuação do juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, responsável pela condução dos processos da Lava Jato. Porém, ressaltou: houve equívocos, como a sentença relacionada ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense, por corrupção e lavagem de dinheiro. "Em geral, ele [Sérgio Moro] ajudou", afirmou o presidenciável. "Há reparos a fazer", acrescentou. "O saldo é positivo". Para Haddad, a condenação deveria ser considerada somente depois da decisão em última instância..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO