São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Setembro 17, 2018 - 23:02

Trump quer mais sobretaxas a produtos chineses, diz assessor

Donald Trump

Taxação. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao telefone

Foto: /Twitter

O assessor ainda informou que o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, está em contato com o governo da China e que o presidente dos Estados Unidos não está satisfeito com as conversas que vêm sendo feitas

Das agê[email protected]

O diretor do conselho Econômico Nacional dos Estados Unidos, Larry Kudlow, considerado principal assessor econômico do governo, disse nesta segunda-feira que o presidente Donald Trump ainda não está satisfeito com as negociações sobre política comercial com a China. Ele antecipou ainda que em breve haverá um anúncio sobre a aplicação de novas sobretaxas à importação de produtos chineses no país.

Em um evento realizado no Clube Econômico de Nova York, Kudlow confirmou que a Casa Branca tem a intenção também de aplicar uma sobretaxa de 10% sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses importados.

O assessor do governo ainda informou que o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, está em contato com o governo da China e que Donald Trump não está satisfeito com as conversas.

No entanto, Kudlow ressaltou que Washington se dispõe a dialogar quando Pequim quiser "negociações sérias e essenciais".

"O presidente sugeriu sobretaxas de US$ 200 bilhões. Não está satisfeito com as conversas sobre a China. Acredito que as matérias estão mais ou menos corretas. O anúncio deve ser muito em breve", disse Kudlow de acordo com informações repassadas pela emissora de TV norte-americana CNBC.

JUSTIÇA.

O diretor do Conselho Econômico Nacional afirmou que o governo dos Estados Unidos busca um "tratamento justo" e exige que a China ponha fim ao "roubo de propriedade intelectual."

Segundo Kudlow, Trump não pode ser culpado pelo problema. Para o assessor, o presidente "herdou um desastre" e está tentando consertá-lo..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO