Brasil

Planalto diz que Operação Skala quer destruir reputação de Temer

Operação da Polícia Federal que foi deflagrada na última quinta-feira prendeu dois amigos do presidente; empresário do Grupo Rodrimar segue preso e na noite desta sexta-feira ainda teve habeas corpus negado

Da redação@jornalovalePublicado em 30/03/2018 às 21:12Atualizado há 08/07/2021 às 23:52
Reuniões. O presidente Temer passou a sexta-feira reunido com advogados e ministros em Brasília (Divulgação)

Reuniões. O presidente Temer passou a sexta-feira reunido com advogados e ministros em Brasília (Divulgação)

Após reunir-se com o advogado Antônio Claudio Mariz de Oliveira e, em seguida, com vários ministros no Palácio da Alvorada, em Brasília, nesta sexta-feira, o presidente da República, Michel Temer, emitiu uma nota oficial no final da tarde desta sexta-feira repudiando a ação da Operação Skala, deflagrada pela Polícia Federal na quinta-feira e que levou para a cadeia dois amigos diretos do presidente.

Temer, que iria passar o feriado de Páscoa em São Paulo, cancelou a viajem para ficar na capital federal traçando estratégia de defesa.

Em nota oficial, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência criticou a operação Skala, da Polícia Federal, e disse que há uma tentativa de "destruir a reputação do presidente Michel Temer".

"Tentam mais uma vez destruir a reputação do presidente Michel Temer. Usam métodos totalitários, com cerceamento dos direitos mais básicos para obter, forçadamente, testemunhos que possam ser usados em peças de acusação. Repetem o enredo de 2017, quando ofereceram os maiores benefícios aos irmãos Batista para criar falsa acusação que envolvesse o presidente. Não conseguiram e repetem a trama, que, no passado, pareceu tragédia, agora soa a farsa", diz outro trecho na nota. O Planalto também nega que o decreto dos Portos teria beneficiado a Rodrimar. "A mais rasa leitura do decreto teria enterrado, no ano passado, o pedido de abertura de tal investigação pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O fato é que a Rodrimar não se encaixa neste parágrafo"..

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: