Política

Relatório da Arena de São José sai em agosto e prevê fim da obra em 30 meses

Resultado parcial do diagnóstico aponta que obra da Arena de Esportes, em São José, levará 30 meses para ser entregue depois de retomada. Além do ginásio, é preciso construir estacionamento e modificar sistema viário

João Paulo Sardinha@jpsardinhaPublicado em 14/07/2017 às 23:26Atualizado há 08/07/2021 às 17:31
Parado. Placa da obra mostra que Arena de Esportes deveria ter sido concluída em meados de 2014  (Rogério Marques/OVALE)

Parado. Placa da obra mostra que Arena de Esportes deveria ter sido concluída em meados de 2014 (Rogério Marques/OVALE)

O secretário de Gestão Habitacional e Obras de São José dos Campos, José Turano Júnior, conclui em agosto deste ano o diagnóstico da Arena de Esportes, no bairro Jardim das Indústrias, região oeste da cidade.

Resultado parcial do trabalho aponta que a obra, depois de retomada, levará 30 meses para ser entregue. A previsão inclui o término do complexo esportivo, a construção do estacionamento e modificações do sistema viário.

Também será preciso recuperar parte do material deixado no canteiro de obras, abandonado em 2013.

A questão financeira é o principal entrave para o governo Felicio Ramuth (PSDB). O prefeito, ao receber o diagnóstico em agosto, precisará levantar recursos para finalizar o projeto.

Oito profissionais da prefeitura trabalham nesse diagnóstico, inclusive calculando os valores para duas prováveis licitações, uma para o ginásio e outra para o sistema viário. Existe ainda a alternativa de retomar o contrato com a construtora Recoma.

"O prefeito vai decidir em que época do mandato ele vai levantar os recursos e retomar a obra. Mas está no programa de governo concluir a Arena. Então, vai ser dentro de quatro anos", afirmou Turano em entrevista a OVALE.

RELÓGIO.

Faltando 41 meses para o fim do mandato, e com a obra completa prevista para 30 meses, Felicio precisaria viabilizar o projeto financeiramente nos próximos 11 meses.

Só o ginásio vai levar 18 meses para ser finalizado. O estágio da obra está em 40%.

Hoje, não há dinheiro suficiente para concluir o projeto, licitado em 2011 a um custo de R$ 33,3 milhões. A construção da Arena está parada desde o início do governo Carlinhos Almeida (PT) em 2013.

O complexo, que desde o início acumula polêmicas, teve aditamentos considerados irregulares pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) e foi alvo de investigação na Câmara, liderada por aliados da gestão Carlinhos. A comissão não provou sobrepreço na obra.

HERANÇA.

A bancada do PT argumenta que a obra já estava atrasada e comprometida na gestão tucana em 2012. Os petistas ainda dizem que receberam a administração, em janeiro de 2013, sem recursos em caixa para concluir o projeto..

Assuntos

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: