São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Junho 07, 2017 - 01:09

Em 5 meses, região tem superávit de R$ 7,3 bi na balança comercial

Dinheiro

Dinheiro

Foto: /Divulgação

No total, 29 cidades da RMVale comercializaram no exterior entre janeiro e maio deste ano e exportaram R$ 14,6 bilhões, com importações em R$ 7,2 bilhões; superávit é o maior desde 2014

Xandu [email protected]
São José dos Campos

O aumento de 82,69% no superávit da balança comercial de São José dos Campos, entre janeiro e maio deste ano, foi um dos principais 'motores' para o saldo positivo da RMVale, que fechou o mesmo período com R$ 7,3 bilhões de superávit. Trata-se do maior valor desde 2014.

A maior cidade da região aumentou em R$ 1,4 bilhão o superávit deste ano comparado ao do ano passado, saltando de R$ 1,7 bilhão para R$ 3,2 bilhões.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e levam em conta o preço médio do dólar nos primeiros cinco meses, de R$ 3,23 (2017) e R$ 3,61 (2016).

São José exportou R$ 5,4 bilhões e importou R$ 2,2 bilhões em 2017, ocupando a 7ª posição entre as maiores exportadoras do país e a 3ª entre as paulistas. Comparando a 2016 (R$ 6,2 bilhões), as exportações caíram 12,38%. Já as importações reduziram 50,17% --R$ 4,4 bilhões em 2016.

CRESCIMENTO. Os números ajudaram a RMVale a fechar os cinco primeiros meses com 28,24% de crescimento nas exportações, com R$ 14,6 bilhões ante R$ 11,4 bilhões de 2016. As importações caíram 36,87%: R$ 7,2 bilhões contra R$ 11,5 bilhões.

Taubaté continua com déficit: R$ 655,2 milhões em 2017, de janeiro a maio, resultado de R$ 1,5 bilhão em exportações e R$ 2,1 bilhões em importações. No entanto, o saldo foi 58% menor do que o déficit do ano passado, no mesmo período, de R$ 1,5 bilhão.

Jacareí teve superávit de R$ 602,3 milhões na balança, com R$ 1,4 bilhão de exportações e R$ 807,8 milhões em importações. O número de cidades que comercializaram no exterior entre janeiro e maio, comparado ao primeiro quadrimestre, subiu de 27 para 29.

São Sebastião confirmou a segunda colocação como a cidade que mais vendeu ao exterior neste ano, atrás apenas de São José. O volume de exportações chegou a R$ 2,8 bilhões, 263 vezes maior do que 2016, com R$ 10,9 milhões. A cidade registrou superávit de R$ 2 bilhões.

EUA lideram a compra de produtos feitos na RMVale; China cresce 296% ante 2016

Os Estados Unidos mantiveram a liderança como o país que mais importou produtos feitos na RMVale. Nos primeiros cinco meses do ano, os americanos superaram os chineses e compraram R$ 4,1 bilhões em produtos fabricados na região. A China, que liderava o ranking desde janeiro deste ano e perdeu o posto em abril, acumulou R$ 3,7 bilhões. Os americanos permaneceram no topo da cadeia entre os compradores da região até o final do ano passado. Foram ultrapassados pelos chineses em janeiro.

Quanto ao crescimento, a China registrou 296,80% a mais de importações da RMVale do que em 2016. Os americanos cresceram 10,14%. Com R$ 1,3 bilhão em produtos comprados da RMVale, a Argentina é o terceiro país do ranking, que tem 86 nações.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO