São José dos Campos
20º / 33º
Sol na maior parte do período
Viver
December 21, 2012 - 02:55

Visionário, diretor Ang Lee impressiona com ‘PI’

Pi Patel e o tigre de bengala Richard Parker, sobreviventes do naufrágio em ‘As Aventuras de Pi’

Pi Patel e o tigre de bengala Richard Parker, sobreviventes do naufrágio em ‘As Aventuras de Pi’

Longa-metragem que estreia hoje já é considerado um dos melhores filmes do ano

Diana Dantas
São Paulo/Folhapress

“As Aventuras de Pi”, que estreia hoje nos cinemas brasileiros, tem uma história que pode atrair as crianças por seu aspecto fantasioso. A vida do indiano Pi Patel (interpretado ao longo da história por quatro atores) é, de fato, extraordinária. Mas o diretor taiwanês Ang Lee conseguiu se aprofundar e dar ao enredo também uma carga dramática.
O longa começa com Pi adulto (Irrfan Khan), filho do dono de um zoológico, conversando amigavelmente com um escritor (Rafe Spall), que parece bem interessado no que ele tem para contar. Depois de se conhecer as peripécias da infância e adolescência do homem, o público fica sabendo que o personagem principal se mudaria da Índia para o Canadá com toda a sua família e os animais do zoológico.
Tudo se transforma quando, em uma tempestade, o navio, que transportava todos pelo Pacífico, afunda. O jovem (vivido nessa fase da trama por Suraj Sharma) e alguns dos bichos -- incluindo um tigre selvagem- são os únicos sobreviventes.

Efeitos. Apesar de a aventura estar mais para uma odisseia, ela ganha contornos oníricos e lúdicos graças aos efeitos especiais, dignos de palmas.
A história de Pi Patel é baseada no best-seller do canadense Yann Martel, intitulado “Vida de Pi”, lançado em 2001.

Crítica. O filme tem tido boa repercussão pelo mundo. A primeira notícia positiva para o longa foram as três indicações ao prêmio Globo de Ouro, que ocorrerá em 13 de janeiro em Los Angeles, nas categorias melhor filme de drama, melhor diretor e melhor trilha sonora original.
Além da nomeação -- importante, pois dá início à temporada do Oscar --, o filme já ganhou outros 11 prêmios e teve 25 indicações.
A história e a grandiosidade da produção chamaram a atenção dos críticos americanos de publicações como “The Wall Street Journal”. O veículo chama Ang Lee de diretor visionário e ainda elogia o ator indiano e novato Suraj Sharma. O rapaz dá vida a Pi durante o período do naufrágio.
Para completar, a produção já entrou para a lista dos 250 filmes mais bem cotados pelos usuários do site Internet Movie Data Base, em 234º lugar. A seleção é liderada por “Um Sonho de Liberdade” (1994) e por “O Poderoso Chefão” (1972).

Serviço. “As Aventuras de Pi” estreia hoje nos principais cinemas da região -- São José, Taubaté, Caraguá e Guará.

O mundo mágico de ‘PI’
Folhapress

A história de “As Aventuras de Pi”, descrita no livro do canadense Yann Martel, era considerada impossível de ser transposta ao cinema por conta das dificuldades de se mostrar um garoto em um bote salva-vidas, ao lado, simplesmente, de um tigre.
Um dos primeiros desafios era reproduzir a imensidão do oceano Pacífico. Para esse fim, foi construído, em um aeroporto abandonado, um tanque de 70 metros de altura por 25 metros de largura, com uma piscina capaz de gerar ondas.
O longa, também filmado em 3D, faz das cenas que fundem o mar aberto e o céu se transformarem em verdadeiros espetáculos.
Consciência.A história de convivência entre Pi e o tigre também tem sido usada como forma de alertar sobre a extinção do animal. 

 Clique aqui, curta a fanpage do Viver & no Facebook e fique sabendo tudo o que rola na cena cultural da região.

Clique aquicurta a fanpage do O VALE no Facebook e fique por dentro das principais notícias de nossa região.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade