São José dos Campos
16º / 24º
Muitas nuvens com curtos períodos de sol
Viver
April 4, 2013 - 06:50

Começa venda dos ingressos do Rock in Rio 2013

Iron Maiden estará no RiR, e também Bon Jovi, Bruce Springsteen e Metallica - Divulgação

Iron Maiden estará no RiR, e também Bon Jovi, Bruce Springsteen e Metallica - Divulgação

Hoje, serão disponibilizados 455 mil convites; na pré-venda, 140 mil bilhetes foram vendidos

Thales de Menezes
Rio de Janeiro/ Folhapress

Começa hoje, às 10h, a venda de ingressos para o Rock in Rio 2013, quinta edição do festival, que acontece entre 13 e 22 de setembro.
Depois de 140 mil ingressos comprados em pré-vendas, serão oferecidos pela internet 455 mil ingressos.
Entre os destaques desta edição, Iron Maiden, Bon Jovi, Bruce Springsteen e Metallica.
Num cenário em que grandes shows no Brasil começam a dar sinais de saturação, com cancelamento de festivais, o publicitário Roberto Medina, 66 anos, descarta tornar anual o bem-sucedido evento que criou em 1985.
“Eu fico um ano e meio trabalhando para fazer o negócio direito. Mesmo se conseguisse organizar a coisa em menos de um ano, acho que tornar o festival anual banalizaria o evento. Boa parte do sucesso vem dessa expectativa, de curtir a espera. É como Copa do Mundo.”
Medina criou um modelo de evento musical para o Brasil e para exportação. O Rock in Rio é o único festival brasileiro que tem edições em Portugal (cinco eventos desde 2004) e na Espanha (três eventos desde 2008).
Para 2015, que marca 30 anos de festival, Medina negocia levar o Rock in Rio a mais dois países, além de uma edição brasileira que pretende ser especial.

Venda. Em 2011, os ingressos foram vendidos em 72 horas. Desta vez, a organização investiu mais em divulgação, como na ação da última terça, quando 2 milhões de lembretes amarelos, como um post-it, foram espalhados pelo Rio, anunciando a venda.
Medina destaca o perfil nacional do evento. Na pré-venda, os ingressos foram adquiridos por gente de todos os estados do país.
“Só não é mais ‘nacional’, ainda mais espalhado, pelo preço das coisas no Brasil. É um absurdo o que a pessoa paga para se deslocar aqui dentro. Na época do Rock in Rio é pior. Empresas aéreas e hotéis sobem o preço.”

Leia mais sobre shows:

Black Sabbath no Brasil

David D’Epiro mostra a evolução do rock



 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade