São José dos Campos
16º / 24º
Muitas nuvens com curtos períodos de sol
Últimas
September 1, 2013 - 15:24

Governo-EUA: Revista alemã indica que agência americana espionou diplomatas franceses e Al-Jazeera



SÃO PAULO, SP, 1 de setembro (Folhapress) - A Agência Nacional de Segurança americana (NSA) espionou diplomatas franceses nos Estados Unidos e a rede de televisão do Catar Al-Jazeera, informa hoje a revista alemã "Der Spiegel".
A NSA espionou em 2010 as delegações diplomáticas francesas em Nova York e em Washington, segundo um documento interno da agência que data de junho de 2010 e classificado como confidencial, que foi consultado pela revista.
A agência se interessou especialmente pela rede privada virtual (VPN) que une os computadores de embaixadas, consulados e a sede do Ministério das Relações Exteriores da França, segundo a Spiegel.
A revista já tinha revelado que a NSA, de onde o ex-consultor Edward Snowden filtrou documentos secretos sobre o sistema de vigilância eletrônica dos Estados Unidos, havia penetrado no sistema da ONU durante o verão de 2012 (hemisfério norte).
A revista havia informado no final de junho, baseando-se em documentos fornecidos por Snowden, que a NSA tinha como alvos os gabinetes da União Europeia em Bruxelas, assim como a missão diplomática da UE em Washington e nas Nações Unidas.
A agência também espionou a comunicação interna - fortemente protegida - da Al-Jazeera, indica a "Spiegel". Ela se baseou em um relatório do centro de análises de redes da NSA de março de 2006, obtido por Edward Snowden.
A NSA teve acesso a documentos protegidos de "alvos interessantes" da rede de televisão. De acordo com esse documento, os conteúdos decifrados foram transmitidos para os serviços competentes da NSA. Não se sabe em que medida os jornalistas da rede foram espionados e até que data.

Publicidade
Publicidade
Publicidade