São José dos Campos
16º / 20º
Muitas nuvens com curtos períodos de sol
Nossa Região
October 31, 2012 - 02:02

Justiça condena líderes do tráfico em Taubaté

Arma apreendida durante operação em Taubaté Foto: Rogério Marques

Arma apreendida durante operação em Taubaté Foto: Rogério Marques

Trio seria responsável por comandar quadrilha de adolescentes que agia na parte baixa da cidade

 

Michelle Mendes
Taubaté

A Justiça de Taubaté condenou a penas que variam de cinco a sete anos de prisão três homens apontados como líderes do tráfico de drogas nos bairros Jardim Mourisco, Parque Santo Antonio, Vila Aparecida e toda parte baixa de Taubaté. A sentença foi dada pelo juiz Flávio de Oliveira César no dia 10.
Os réus foram identificados pela ‘Operação Castelo’, resultado de três meses de monitoramento da quadrilha pela polícia.
Deivid Tavares Marinho, 22 anos, o ‘Babão’, era quem agia no “comando da quadrilha, controlava inclusive a guarda e a utilização de armas de fogo, orientando seus comandados a delas fazerem uso contra desafetos que concorriam no tráfico em bairro vizinho, o Esplanada Santa Terezinha”, informa um trecho dos autos.
Ele foi condenado a sete anos e seis meses de prisão.
Fabiano Souza Silva, 27 anos, o ‘Biano’, e Willian Junior Rodrigues, 23 anos, eram os gerentes das biqueiras e responsáveis por ‘relatar’ toda movimentação. Fabiano foi condenado a cinco anos de prisão e Willian a cinco anos e 10 meses.

Operação Castelo.
Após uma onda de assassinatos atribuída aos três, com o envolvimento de adolescentes, por disputas de pontos de tráfico de drogas, policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Taubaté passaram a fazer operações até receberem uma denúncia de que um interno da Fundação Casa (antiga Febem) estaria prestes a deixar a unidade e já havia encomendado a arma para matar dois policiais.
A polícia interceptou telefones de membros da quadrilha entre maio e junho de 2011 e realizou em agosto a ‘Operação Castelo’. O alvo da operação era Babão, que conseguiu fugir, mas foi pego pela PM em abril deste ano. “A tensão das fações organizadas por menores acabou. O número de homicídios diminuiu. Conseguimos mudar o quadro de violência. Foi a maior operação realizada pela Polícia Civil de Taubaté, com policiais de varias cidades agindo simultaneamente”, disse o delegado Juarez Totti. 

arte_operação
 

Clique aqui, curta a fanpage do O VALE no Facebook e fique por dentro das principais notícias de nossa região.
 

Publicidade
Publicidade
Publicidade