São José dos Campos
18º / 31º
Nebulosidade variável com pequena chance de chuva pela tarde
Nossa Região
May 2, 2012 - 03:00

Consórcio começa hoje obra para a duplicação da Tamoios

Início das obras de duplicação da Tamoios

Thiago Leon

Governo agora tenta definir segunda parte da obra, mais cara e complicada, que inclui trecho de serra e contornos viários

Filipe Manoukian
São José dos Campos

As primeiras movimentações de máquinas e a instalação do canteiro de obras para a duplicação da Rodovia dos Tamoios (SP-99) começam hoje, segundo promessa do governador Geraldo Alckmin (PSDB).
As empresas Encalso e S.A. Paulista, que em consórcio venceram a licitação para a obra no trecho de planalto, avaliada em R$ 557,4 milhões, deverão se instalar no km 50 da rodovia.
Ontem, a assessoria de imprensa da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), responsável pelo projeto, confirmou que, assim como prometido pelo governador, a instalação do canteiro de obras começa hoje.
“Contrato assinado, sinalização começa amanhã (último dia 25), vamos esperar passar o feriado para começar”, afirmou Alckmin, na terça-feira passada, ao anunciar o começo das obras.
A duplicação da Tamoios, principal ligação entre o Vale do Paraíba e o Litoral Norte, é aguardada há quase 18 anos na região.
Promessa recorrente dos governos tucanos desde 1994, a duplicação da SP-99 nasceu durante a campanha do governador eleito naquele ano, Mário Covas.
Depois, ela voltou a ser objeto de campanha eleitoral com o próprio Alckmin, em 2002, posteriormente eleito, e com o ex-governador José Serra, em 2006, também eleito.
Ao assumir, no ano passado, Alckmin prometeu o início das obras para janeiro deste ano, prazo posteriormente revisto para março e, agora, para este mês.

Obra. O trecho do planalto deverá sem duplicado em 20 meses. Divididos em dois lotes, os serviços devem se encerrar em 20 meses --cruzando a próxima temporada de verão 2012/2013 e chegando até janeiro de 2014.
O consórcio Encalso - S.A. Paulista, segundo informações da Dersa, já vinha realizando serviços de topografia há algumas semanas na SP-99.
Na semana passada, eles instalaram placas dando publicidade à obra.
Com o início das atividades no planalto, o governo do Estado direciona sua atenção ao restante da rodovia.
A duplicação do trecho da serra e a construção dos contornos viários em Caraguatatuba e São Sebastião, parte mais custosa do projeto, avaliada em R$ 4,4 bilhões, ainda estão sob estudo. Alckmin promete finalizar esta etapa até novembro deste ano.

 

Audiências avaliam contornos
São José dos Campos

A pedido de ambientalistas do Litoral Norte, o Consema (Conselho Estadual de Meio Ambiente) realiza neste mês mais duas audiências públicas para debater a construção dos contornos viários de Caraguatatuba e São Sebastião, obra que integra o projeto da Nova Tamoios.
As audiências ocorrem no dia 16, no Teatro Mário Covas em Caraguá, e no dia 21, no Teatro Municipal de São Sebastião, ambas às 18h.
“Quando foram realizadas as primeiras audiências, em janeiro, solicitamos que o debate fosse ampliado”, disse o ambientalista Beto Francine.
“Em janeiro, tivemos uma participação muito baixa da população, já que era alta temporada. Agora, esperamos que a sociedade participe, conheça o projeto e colabore com melhorias”, afirmou.
Os contornos preveem 35 túneis e viadutos, para minimizar os impactos no meio ambiente, segundo o Estado.

 

SAIBA MAIS

Planalto
49 quilômetros
A duplicação do trecho de planalto da SP-99 começa hoje. O consórcio vencedor atuará em duas frentes de trabalho para agilizar as obras, que deverão durar 20 meses. A duplicação se dará no trecho entre os kms 11,5, em São José dos Campos, e 60,48, em Paraibuna

Modelo
Faixa dupla
Quando pronta, a Nova Tamoios no planalto contará com duas faixas de tráfego por sentido, com 3,60 metros cada, e 14 obras de arte especiais (viadutos e pontes)

Serra
39 quilômetros
A duplicação do trecho de serra ainda não tem data para ter início. O projeto executivo é prometido para novembro. No trecho, a Nova Tamoios contará com uma nova pista ascendente com duas faixas de 3,5 metros. O trecho atual da serra será remodelado, passando a atuar somente no sentido descendente

Contornos
Ligações
Também serão construídos contornos viários entre Caraguá, São Sebastião e Ubatuba

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade