São José dos Campos
22º / 35º
Nebulosidade variável com pequena chance de chuva
Nossa Região
April 12, 2012 - 03:21

Após 7 anos, Fórum de São José será inaugurado em julho

Novo Fórum de São José

Marcelo Caltabiano

As obras consumiram mais de R$ 30 milhões de um orçamento inicial de R$ 4,6 milhões; são 19 mil m² de área construída

Xandu Alves
São José dos Campos

O drama e a novela estão perto do fim. Em construção há 7 anos, o novo Fórum de São José dos Campos teve a data de inauguração marcada pelo Tribunal de Justiça: 5 de julho de 2012.
A solenidade foi confirmada pelo presidente do TJ, Ivan Sartori, que reuniu-se anteontem com o diretor do Fórum, José Loureiro Sobrinho, e o desembargador Luiz Fernando Salles Rossi, coordenador da circunscrição de São José dos Campos.
Segundo Loureiro Sobrinho, a inauguração será na parte da manhã. No período da tarde, Sartori faz a primeira reunião de trabalho do novo prédio. Ele vai receber todos os juízes do Vale do Paraíba para saber deles as demandas da região.
Loureiro Sobrinho comemorou a decisão. “Não é boato, mas fato. Nem pedido ou uma espécie de pré-agenda. Já está confirmada a inauguração do novo Fórum. É oficial”, afirmou
A novela da construção do prédio chega ao fim depois de, pelo menos, cinco anos de atraso e dois abandonos de empreiteiras.
No período, a data de conclusão foi alterada cinco vezes. As obras consumiram mais de R$ 30 milhões de um orçamento inicial de R$ 4,6 milhões. A Secretaria de Estado da Justiça arcou com 84% do total.

Mudanças. Bem maior do que o projeto original, que previa um prédio de 6.000 metros quadrados, o Fórum será entregue à população com três prédios que somam 19 mil m² de área construída, em 22 mil m² de terreno.
O espaço abrigará todas as unidades do Judiciário espalhadas pela cidade, totalizando 22 varas. Mais de 500 funcionários e 30 juízes vão trabalhar no prédio.
No atual prédio do Fórum de São José, na região central, funcionarão os cartórios eleitorais e um centro de atendimento ao cidadão, com serviços de conciliação e resolução de conflitos.
Até a inauguração, porém, há ainda muito trabalho. Segundo Sobrinho, deverão ser instalados o cabeamento e os computadores e feitos ajustes nos gabinetes. Faltará apenas o sistema de ar-condicionado.
“A previsão é de que até outubro o sistema de ar esteja totalmente instalado”, disse o diretor do Fórum.
Para o desembargador Salles Rossi, a inauguração coroa o trabalho de Sobrinho à frente do Fórum. “Ele foi incansável na busca para a conclusão do prédio. Ganham também a população, os juízes, funcionários e advogados com o espaço adequado para o trabalho.”

 

ENTENDA O CASO

início
A construção do novo Fórum de São José, no Jardim Aquarius, região oeste da cidade, foi iniciada em abril de 2005

projeto
A meta era construir um prédio de 6.000 metros quadrados ao custo estimado de R$ 4,6 milhões

abandono
O projeto original sofreu alterações e a obra acabou abandonada por duas vezes

atraso

Problemas com as empreiteiras e mudanças no projeto acabaram provocando um atraso de, pelo menos, cinco anos no cronograma inicial

novo prédio
O projeto final do Fórum conta com três prédios, que somam 19 mil m², em uma área de 22 mil m²

inauguração
Depois de dois adiamentos, o TJ marcou a data de inauguração do novo Fórum para 5 de julho deste ano. O custo da obra passou de R$ 30 milhões

 

 

TJ retoma as obras em Jacareí
São José dos Campos

O Tribunal de Justiça vai retomar as obras de ampliação do Fórum de Jacareí, paradas há um ano e quatro meses.
Iniciada em 2008, a obra foi interrompida após relatório da CPOS (Companhia Paulista de Obras e Serviços) que apontou problemas na execução do projeto, como falhas na fixação da estrutura, pilares tortos e ferragens oxidadas.
O TJ contratou a empresa Falcão Bauer para avaliar a obra e apontar quais medidas precisam ser tomadas antes da retomada da construção. A expectativa é que o laudo fique pronto até junho deste ano.
A juíza Angela Schmidt Rodrigues, diretora do Fórum de Jacareí, reuniu-se anteontem com representantes do TJ e da prefeitura. “Ficou decidido que a obra será retomada após o laudo. Em paralelo, estudaremos a construção de um novo prédio para o Fórum, fora da região central”, disse.
Andréa Brito, secretária de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de Jacareí, informou que um novo convênio com o Estado para o término das obras dependerá do resultado do laudo técnico.
Avaliada em R$ 5,6 milhões, a obra no Fórum de Jacareí já consumiu R$ 1,92 milhão, com 80% do recurso pago pelo governo estadual.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade