Fachada do ITA também marca estilo do mestre Oscar Niemeyer. Foto: Thiago Leon

Na RMVale, 92 cursos obtêm bons resultados no Enade 2011

Gustavo Almada
São José dos Campos

Noventa e dois cursos de graduação de faculdades da RMVale tiveram notas satisfatórias no CPC (Conceitos Preliminares de Curso), que incluem o resultado do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) aplicado no ano passado.
De um total de 133 cursos avaliados pelo MEC (Ministério da Educação) na região, cinco tiveram desempenho considerado insuficiente. Outros 36 cursos não tiveram notas computadas ou não eram reconhecidos até setembro deste ano.
Os cursos com notas de 1 a 2 em dois CPCs seguidos podem até ser descredenciados pelo MEC. Notas de 3 a 5 são tidas como satisfatórias.

Desempenho. A composição do CPC tem três pesos: 55% da nota do Enade, 30% da titulação dos professores e ao seu regime laboral e 15% da infraestrutura e organização didático-pedagógica.
Cinco cursos da região tiveram notas máximas, sendo dois do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), em São José, dois da Unesp (Universidade Estadual Paulista), de Guará, e um da Unip (Universidade Paulista), de São José (veja quadro nesta página).
O VALE tentou ontem contato com representantes das cinco instituições, mas não obteve retorno.
Dos cinco cursos da região com notas 1 e 2, apenas o de tecnologia em fabricação mecânica da FIC (Faculdades Integradas de Cruzeiro) poderá sofrer punições do MEC por já ter tido resultado ruim na avaliação realizada em 2008.
A reportagem tentou contato ontem com a instituição, mas o telefone estava fora de serviço.
Roberto Waltz, coordenador pedagógico da Faetec (Faculdade de Educação Thereza Porto Marques), de Jacareí, uma das quatro com notas ruins mas livres de sanções, disse que ficou surpreso com a nota 2, mas que vai analisar o resultado.

Faculdades. “Este é um conceito preliminar. Além disso, a faculdade teve nota 4 em infraestrutura e outros cursos com 3 e 4. Mesmo assim, vamos nos debruçar no que os alunos apontaram no Enade.”
Das 31 faculdades, universidades e centros universitários da região avaliados, 22 tiveram notas satisfatórias do MEC --de 3 a 5. Apenas o ITA, de São José dos Campos, obteve o conceito máximo.
Três instituições foram apontadas como insatisfatórias -- duas de Guará e uma de Jacareí. Duas faculdades não tiveram notas computadas e duas não estão com cursos reconhecidos (veja quadro nesta página).

PONTO DE VISTA
Especialista cobra avaliação periódica
São José dos Campos

A avaliação MEC nas instituições de ensino superior é tida como um avanço educacional para o país. É o que aponta o doutor em História da Educação pela PUC (Pontifícia Universidade Católica), de São Paulo, Mauro Castilho,
“Vale só pelo fato de medir o desempenho do aluno e das instituições. Agora, a instituição particular começa a se preocupar em investir em infra-estrutura, bibliotecas e nos seus professores. É um avanço que o Brasil conseguiu desde o Provão nos anos 90.”
Ele cobra melhoria da qualidade do ensino. “As instituições públicas já têm suas metodologias de avaliação. As privadas, que estão ganhado dinheiro, precisam ser cobradas pelo governo federal. A educação não pode ser vista como uma mercadoria.”

Lacuna. O especialista, porém, aponta alguns problemas relacionados ao Enade, exame que avalia os alunos e é responsável por mais da metade das notas obtidas pelos cursos no levantamento do MEC.
“A participação do aluno deve ser dinâmica. Esse exame deveria ser aplicado todo ano e não só no primeiro e no último. É uma lacuna que pode ser preenchida mais adiante.”

INVESTIGAÇÃO

Facic não tem notas divulgadas
São José dos Campos

Devido às investigações da Operação Porto Seguro da Polícia Federal, as notas da Facic (Faculdade de Ciências Humanas de Cruzeiro) no Enade 2011 não foram divulgadas pelo Ministério da Educação.
A faculdade oferece cinco cursos de graduação nas áreas de ciências contábeis, administração, direito, engenharia e pedagogia e possui cerca de 3.000 alunos.

Investigações. A Polícia Federal investiga a utilização da Facic e de sua mantenedora, a Educa (Associação Educacional e Cultural Nossa Senhora Aparecida) para lavagem de dinheiro.
O dono da Facic, Paulo Vieira, é acusado de usar senha do MEC para desviar verbas para a faculdade.

A REGIÃO METROPOLITANA DO VALE NO ENADE 2011

Melhores faculdades
- ITA (São José): nota 5
- Faculdade de Tecnologia (Guaratinguetá): nota 4
- Faculdade Dehoniana (Taubaté): nota 4
- Escola Superior de Administração de Empresas - Faculdades INEA (São José): nota 4
- Faculdade de Tecnologia Senai Félix Guisard (Taubaté): nota 4
- Faculdade Anhanguera (Jacareí): nota 4
- Unitau (Taubaté): nota 3
- Univap (São José): nota 3
OBS: 14 outras faculdades receberam nota 3

Piores faculdades

- Faceag - Faculdade de Administração, Ciências Econômicas e Contábeis (Guaratinguetá): nota 2
- Faetec - Faculdade de Educação e Tecnologia Thereza Porto Marques (Jacareí): nota 2
- Inesp - Instituto Nacional de Ensino Superior e Pesquisa (Jacareí): nota 2

Os melhores cursos

- Matemática (licenciatura) da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) - Guaratinguetá: nota 5
- Física (bacharelado) da Unesp (Guará): nota 5
- Engenharia Civil do ITA - São José: nota 5
- Engenharia Mecânica do ITA - São José: nota 5
- Arquitetura e Urbanismo da Unip (Universidade Paulista) - São José : nota 5
OBS: 37 outros cursos receberam nota 4

Os piores cursos

- Tecnologia em Fabricação Mecânica da FIC (Faculdades Integradas de Cruzeiro) - Cruzeiro : nota 1
- Engenharia de Computação da Univap - São José: nota 2
- Engenharia Civil da Univap - Jacareí: nota 2
- Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Faetec - Jacareí: nota 2
- Computação da Fapi (Faculdade de Pindamonhangaba) - Pinda: nota 2
OBS: outros 50 cursos receberam nota 3

As notas

3, 4 e 5 - satisfatório
1 e 2 - insuficiente
- Os cursos que receberem notas 1 ou 2 em duas avaliações seguidas do Enade podem ser descredenciados pelo MEC
- Algumas faculdades não tiveram nota ou ainda não são credenciadas pelo MEC
 

Comentários





Prezado Marcelo Covas, acredito que o motivo da baixa nota da faculdade INESP no ENADE 2009 se deu porque nao houve nenhum incentivo aos alunos por parte da instituicao naquele ano. Outras faculdades da regiao premiaram e premiam os alunos com alta performance no exame, enquanto a INESP nem mesmo parabenizou os alunos que tiveram boas notas no ENADE.

Por: Junior, 20 December 2012 23:29

Nota de esclarecimento – IGC da FACULDADE INESP O MEC publicou, recentemente, o último Índice Geral de Cursos-IGC, onde a FACULDADE INESP recebeu um conceito que não expressa efetivamente, a qualidade de ensino por ela oferecida. Segundo o site do próprio MEC, “O IGC de uma instituição é resultado da média ponderada do Conceito Preliminar de Curso (CPC), indicador de avaliação de cursos de graduação, e obedece a um ciclo de três anos, em combinação com o resultado do ENADE, que mede o desempenho dos estudantes”. Os cursos avaliados, a cada ano, no ENADE, são escolhidos aleatoriamente. Como na avaliação de 2010 os cursos contemplados foram cursos dos quais a FACULDADE INESP ainda não tem no seu rol de cursos, o seu CPC ficou prejudicado, o que levou a um resultado final do IGC desfavorável à FACULDADE INESP, ou seja, em 2010 não fomos avaliados e por consequência não temos a nota ENADE, o que pode ser constatado em material de divulgação no próprio site do MEC no endereço http://download.inep.gov.br/educacao_superior/enade/igc/tabela_igc_2011.xlsx. Dessa forma, não foram levados em consideração os resultados positivos apresentados pela FACULDADE INESP nos últimos anos. Vale salientar que, segundo o MEC, “O Índice Geral de Cursos (IGC) é uma das medidas usadas pelo Inep para avaliar as instituições de educação superior, públicas e privadas”, ou seja, outras dimensões são consideradas para a avaliação global de uma instituição de ensino superior, somadas a nota ENADE, que é um peso muito grande, porém em 2011 não tivemos esta nota como já explicado acima, para somar na nota. A qualidade da FACULDADE INESP já foi comprovada pelo próprio MEC, quando publicou sua AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA, apresentando, dentre as 10 dimensões avaliadas (infraestrutura, corpo docente, biblioteca, responsabilidade social, projetos pedagógicos dos cursos etc.), notas de valor expressivo na "Escala MEC". Na publicação não foi considerada a nota do Exame ENADE 2012, pois a mesma ocorreu no dia 25 de novembro de 2012. A FACULDADE INESP aguarda a visita dos avaliadores do INEP para recredenciamento e então somada a nota ENADE 2012, teremos um conceito final. Essa publicação indiscriminda nos causa sérios problemas !! Atenciosamente Marcelo Covas Diretor Administrativo Faculdade INESP

Por: Marcelo, 11 December 2012 13:50

Varios cursos da Unitau tiveram nota 4 ... e outros tiveram nota 3... Deveriam deixar isso mais claro...

Por: Paulo Cezar, 8 December 2012 19:38

Eu gostaria de saber em que faculdade os "jornalistas" de O Vale estudaram. É impressionante a quantidade de problemas nas reportagens apresentadas. É cada uma... Por exemplo, falar em "Melhores Faculdades" e incluir sob esse titulo, faculdades, centros universitários e instituições com categorização diferente como o ITA. Parece besteira esse comentário, mas não é. Por exemplo, todas as Faculdades que compõem a Universidade, receberam nota 3? Ou é a média de todas as faculdades? Esse tipo de falta de cuidado só leva a confusão e polêmicas vazias. Poxa, o que o Conselho Editorial d´O Vale está fazendo????

Por: Marcel, 8 December 2012 19:14

O Vale se esqueceu de incluir um curso, entre os melhores do Vale: Geografia, bacharelado, da UNIVAP, tirou nota 5 no ENADE. Parabéns aos alunso e aos docentes do curso.

Por: Simone Cunha, 8 December 2012 18:20

**É...MAIS O VALE NÃO MOSTROU QUE EM COMPARAÇÃO COM ANOS ANTERIORES, O ITA E A ETEP FORAM OS QUE MAIS PIORARAM EM SEUS ÍNDICES. O ITA TEVE CURSOS ANTES COM NOTA 5, AGORA REABAIXADOS PARA 4. JÁ A AETEP, ESSA DESPENCOU MESMO. ALGUNS DE SEUS CURSOS FORAM DE NOTA 4 PARA 2, OU SEJA, CONCEITO RUIM, SEGUNDO O MEC. JÁ UNIP E UNITAU FORAM AS QUE MAIS BRILHARAM. A UNIP ESTA COM VÁRIOS DE SEUS CURSOS COM NOTA 3 E 4 (há um ano era nota 2), MESMO COISA DA UNITAU. QUEM TAMBÉM DETONOU FOI A UNESP GUARÁ COM QUASE TODOS OS CURSOS NOTA 4, E A ANHANGUERA DE SÃO JOSÉ TAMBÉM DEU UMA MELHORADINHA... CONHEÇO BEM AS FACULDADES DE SÃO JOSE, AS NOTAS DA UNIP E UNESP ATÉ COCORDO, MAS DIZER QUE OS CURSOS DE ELETRICA DA UNITAU SÃO NOTA 4 É "BRINCADEIRA". VOCÊ ENTRA NO PRÉDIO DELES EM TAUBATÉ COM TETO DESABANDO, LOUSA FURADA...ESSA AVALIAÇÃO DO MEC NÃO É MUITO CONFIÁVEL!

Por: HenriqueSJC, 8 December 2012 15:57

Parabéns aos alunos e professores das boas notas! O Brasil precisa e muito, da Educação.

Por: Maria Aparecida Martins, 8 December 2012 15:06

Boa tarde a todos! Tem um "figurão" aqui em S. José, emprego VITALICIO no governo estadual, que se "formou" na escola do Prof. Duílio Panziera ( Madureza )-( excelente por sinal, por incrível que pareça... não existe mais! Minhas homenagens a este Professor, digno e honesto, que NUNCA foi lembrados por este políticos CALHORDAS joseenses...) e uma faculdade conhecida na cidade por sua tradicional "hierarquia familiar"... foi um político razoável, esta envolvido em um escândalo, dizem "cabeludo", mas tem seu emprego garantido! Este é o Brasil que um dia terá que ser colocado nos trilhos... sob pena de tornarmos um EGITO!!! Estes CURSINHOS ( FARCURDADES) que existem na região são uma porcaria, um balcão de venda de "dipromas", EXCETO o ITA! Tenho DITO!!!

Por: Alvaro Pedro Neves Pereira, 8 December 2012 12:06

O sucesso da indústria do ensino e das fábricas de diplomas no Vale do Paraíba é um sucesso. Pode até ser vergonhoso, mas é o que a população quer e merece. Será que cinco por cento da população joseense é de gente honesta? Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão. São José das Maracutaias. Que cidade!

Por: Ricardo Faria, 8 December 2012 10:51

E a Univap hen... formando os PIORES engenheiros do Vale. Também aquelas aulas de projetos são ridículas.

Por: Wellington, 8 December 2012 10:43

Umas vendem diplomas. Geralmente seus alunos trabalham durante o dia e pagam seus estudos com dinheiro próprio. Outras propagam idéias comunistas e ensinam seus alunos a serem "revolucionários". Geralmente seus alunos são filhinhos de papai.

Por: Judas Priest, 8 December 2012 10:40

Não concordo com o leitor a baixo, se formos avaliar a Unitau (tão famosa no vale ), obteve nota 3, pra uma Universidade de tradição e nome ser desbancada por uma faculdade a que todos dizem ser "negociadora de diplomas", vamos combinar que não podemos ignorar algumas questões ai né!

Por: Felipe Nunes, 8 December 2012 09:56

Concordo com o leitor abaixo, que diz, resumidamente, que a Anhanguera nao passa de um balcão de diplomas. A avaliação positiva do ec sem duvida deve-se à infraestrutura que eles possuem, pois eles investem somente na casca e nao no conteúdo. Assim, uma biblioteca com livros recentes, salas de aula limpinhas se tornam prioridade frente 'a formação dos professores ( a Anhanguera demitiu todos os seus mestres e doutores - exceto os coordenadores, claro, para economizar horas aula) aplica um sistema de ensino apostilado ( vulgo decoreba) e avaliação superficial. Assim, qualquer um entra ( e sai) facilmente daquela faculdade cujos alunos - sabemos na pratica de mercado - formam-se com toda pompa mas estão despreparados para exercer sua profissão e dificilmente encontram colocação no mercado. Uma lástima. Para a Anhanguera vale o ditado popular: " Por fora, bela viola, por dentro, pão bolorento!" .

Por: Costa, 8 December 2012 09:51

Olha a cada dia que passa eu mais me surpreendo.Elogiar esta bosta de Anhanguera é o fim da picada.Lixo de faculdade, que tem como único objetivo o comércio de diplomas,e que pratica um jogo de cobranças extras que o valor da mensalidade fica mais cara do que outras instituições.Aluno é cliente e passa a qualquer custo, é empurrado pra frente.Tem provas extras até ser aprovado, não se importando com a qualidade do ensino, que é péssimo por sinal.Elogiar essa Anhanguera soa como aquele aluno vagabundo que só quer saber do "deproma" e mais nada.

Por: Vitor Taubate, 8 December 2012 09:33

Parabéns à ANHANGUERA tão discriminada pelas instituições BAM BAM BAM que obtiveram notas menores que ela...isso mostra que nem tudo que reluz é ouro...torço cada vez mais pelo ensino e por faculdades sérias e que realmente ajudam seus alunos como a Anhanguera.

Por: cida augusta, 8 December 2012 08:26

Parabéns ao ITA e aos alunos. Realmente essa instituição, é orgulho (é não é de hoje) não só para São José dos Campos, como para o Brasil. Aquele que tem um diploma do ITA, não disputa vaga de emprego; já sai de lá trabalhando.... Tenho pena dos alunos que estudam em faculdades/universidades que só visam lucros, que pouco se empenham em oferecer a estes mesmos alunos, um ensino de qualidade e reconhecimento. É certo também, que muitos estudantes têm as suas culpas, pois não estão nem aí, se a faculdade é boa ou não. O negócio, é sair com o canudo nas mãos!!!!

Por: CASANOVA, 8 December 2012 07:52