CDP de Taubaté

Juíza proíbe CDP de Taubaté de receber novos detentos

Luara Leimig
Taubaté

Depois de constatar a superlotação do CDP (Centro de Detenção Provisória)de Taubaté em uma visita correcional esta semana, a juíza Sueli Zeraik, corregedora dos presídios da cidade, proibiu a unidade de receber novos detentos a partir do mês que vem.
Atualmente, a unidade, que tem capacidade para 768 presos, abriga 1.618. A decisão vale a partir de 1º de outubro e tem duração de 60 dias, prorrogáveis.

Segundo a decisão da juíza Sueli Zeraik, a medida tem como objetivo garantir a dignidade dos presos, além de segurança, ordem e disciplina na unidade. Neste período, o CDP também terá que reduzir o número de detentos no presídio.

Em outro trecho da decisão, a juíza afirma que “numa cela de 32 metros quadrados com minúsculo e único sanitário estão “amontoados” mais de 30 detentos, bastando simples cálculo aritmético para constatar que cada ocupante dispõe de não mais que um metro quadrado de espaço para ocupação”.

A Secretaria de Administração Penitenciária informou que não foi notificada oficialmente e que não irá se manifestar. Também não divulgou para onde os detentos da região serão encaminhados no período que o CDP estiver impedido de receber novos detentos.

Superlotação. No início da semana, O VALE fez um levantamento de detentos em toda a região e constatou 4.350 presos ‘extras’ no sistema.

O Vale conta com 11 presídios e abriga 10.718 detentos, quando a capacidade é para 6.368 presos.


SAIBA MAIS SOBRE O SISTEMA PRISIONAL DO VALE

Superlotação
O Vale do Paraíba tem hoje 11 presídios, sendo 5 deles em Tremembé. Juntas, as unidades teriam capacidade para abrigar 6.368 presos, mas estão com 10.718 detentos, totalizando 4.350 presos ‘extras’

CDPs
A situação mais crítica é a dos CDPs de Taubaté e São José dos Campos, que estão com mais do dobro da capacidade suportada. Taubaté, que tem capacidade para 768 homens, tem hoje uma população carcerária de1618

Decisão
Devido à superlotação, a Justiça de Taubaté proibiu o CDP da cidade de receber novos presos a partir do próximo dia 1º de outubro. A decisão vale 60 dias, podendo ser prorrogada caso a situação não seja resolvida

Comentários





Seja o primeiro a comentar