Funcionária limpa local da execução de 3 em frente à boate  Jacareí. Foto: Cláudio Vieira/140313

Briga de quadrilhas acaba em 3 mortes e terror na zona leste

São José dos Campos

A execução de três homens --um deles filho de João Aparecido Ferraz Neto, o João Cabeludo, um dos maiores traficantes de drogas do Vale do Paraíba, gerou clima de terror na zona leste de São José com toque de recolher em lojas e escolas públicas.
Os crimes ocorreram na madrugada de ontem, em frente a uma casa noturna de Jacareí após um baile funk, e teriam sido provocados por integrantes de uma quadrilha rival de João Cabeludo, que seria ligado ao PCC.
Os três morreram no local. Foram disparados 19 tiros contra eles. João Paulo Ferraz, 33 anos, o Tuco, filho de João Cabeludo, teria sido o principal alvo.
A execução gerou clima de terror no Jardim da Granja, base de ação do traficante. Lojas e escolas receberam ligações telefônicas recomendando que fechassem as portas. Alunos foram dispensados em uma escola estadual do bairro.
“O telefone não para de tocar, são pessoas falando que é para fechar tudo porque vão ‘meter bala’. Temos que garantir a segurança dos alunos”, disse um funcionário de uma escola.

Munição apreendida com parentes de João Cabeludo no Jardim da Granja - Foto: Rogerio Marques/140313
Munição apreendida com parentes do traficante João Cabeludo, no Jardim da Granja
Foto: Rogério Marques



Revanche. O VALE apurou que o toque de recolher teria sido ordenado de dentro da cadeia por Erik da Silva Ferraz, irmão de Tuco e também filho de João Cabeludo.
Cabeludo é condenado a mais de 500 anos de prisão somando crimes atribuídos a ele e seria o principal negociador de drogas do eixo Rio-São Paulo. Ele está foragido. Seu nome consta na lista da Polícia Civil dos criminosos mais procurados da região.
No final da tarde de ontem, após reforço da Polícia Militar no bairro, dois familiares de João Cabeludo foram detidos com um envelope de arma com 18 cartuchos de fuzil, na Praça Marte. A polícia não informou se eles seriam liberados.

Crime. Maurício de Oliveira Silva, 41 anos, e Marcos Vinicius Nogueira, 28 anos, que também foram executados, são parentes de Tuco. A polícia não informou o grau de parentesco das vítimas.
A polícia afirma que já sabe quem é o autor dos disparos, feitos fora da danceteria Mandalla’s Clube, no centro de Jacareí. A casa noturna não se pronunciou sobre o caso.
“As vítimas e o autor fazem partes de grupos diferentes no mundo do crime e brigam constantemente. A última discussão aconteceu há 15 dias. Ouvimos muitas testemunhas e já temos a informação”, disse Luiz Antônio Cunha dos Santos, delegado da DIG.
O enterro está previsto para acontecer às 8h, no cemitério Horto São Dimas, em São José. Policiais ouvidos por O VALE não descartam a possibilidade de retaliação. “Tuco era respeitado no mundo do crime”, disseram.

Foto Claudio Vieira


Bairro recebe reforço na ronda escolar e operação bloqueio
São José dos Campos

O Comando da Polícia Militar na região leste informou que o Jardim da Granja, bairro da zona leste de São José, recebeu reforço de cinco viaturas, Radio Patrulha e Força Tática, além da ronda escolar.
“Os policiais começaram (ontem) com a operação de bloqueio e de saturação, que deverá acontecer por tempo indeterminado, até quando acharmos que for necessário. O objetivo é fazer com que a população local se sinta segura”, disse o tenente-coronel da PM, Takao Ikeda.
Policiais Civis disseram que pessoas no bairro estão sendo procuradas e que estão em ‘constante diligências’ atrás de informações do autor do triplo homicídio. “É uma família conhecida no crime, essa é a oportunidade de colhermos informações sobre ela, mas é preciso cuidado, eles são profissionais no que fazem”, disse um policial que pediu para não ser identificado.
A Cúpula da Polícia Civil foi procurada, mas não se pronunciou sobre o caso.

Escolas. Por meio de nota, a Secretaria de Educação de São José informou que recebeu reforço de equipes da Guarda Municipal e ronda da Polícia Militar após informações da comunidade sobre ameaças de violência no bairro.
“Alguns pais optaram por buscar os filhos antes do término das aulas, o que foi permitido pela direção da escola”, diz um trecho da nota.
Já a Secretaria de Educação do Estado informou que a unidade estadual do bairro está orientada a funcionar normalmente pois não houve nenhum comunicado oficial do Comando da Polícia Militar para que a instituição fosse fechada por medida de segurança.
“Contudo, os diretores de escolas estaduais, em situações atípicas, têm autonomia para tomar as providências que julgarem necessárias a fim de garantir a integridade de alunos e professores. O conteúdo não ministrado nesta quinta-feira será reposto para o cumprimento do calendário letivo”, diz a nota da secretaria.

Comentários





olha eu morei muitos anos no jardim da granja,sempre foi um bairro muito violento geraçao pos geraçao de bandidos.anos e anos essa familia silva ferraz comandou o trafico de drogas na regiao..na realidade toda a populaçao se cagava de medo dos irmaos tuco e erik 'os matadores'se olhase torto para um deles era motivo de morte.he isso ai demorou mais tres dos famiiares ferraz morreram.quantos sangue o tuco e o erik derramou ..os caras tem um monte de homicidio nas costas. heeee e a quele velho ditado quem mata morre tambem....

Por: leandro da silva brasil, 15 March 2013 22:48

Muita gente fala besteira. O estado de São Paulo hoje é um dos estados menos violentos do país (qtde de mortes x 100 mil habitantes). Os estados do Nordeste atualmente são os mais violentos. E tem mais um detalhe. Morte de bandido não é assassinato. É limpeza.

Por: Helder Caires, 15 March 2013 18:38

Com todo o respeito.. FODA-SE SE O CRIME FOI NA ZONA LESTE DO IRAQUE OU NA CASA BRANCA... Nem preciso dizer mais né?

Por: Jeferson, 15 March 2013 15:28

Desde quando Jardim da Granja é zona leste?

Por: Christie luz, 15 March 2013 14:51

Concordo com o Bruno Porto,enquanto a venda de drogas for ilegal nesse pais vai existir traficantes vagabundos e milionários. Morre 1 e vem mais 20 pro tráfico. Gente,é simples,legalizem essa merda,cobra impostos altissimos e pelo menos o dinheiro vai pro governo investir em saúde e educação.Os traficantes vão passar é fome se legalizarem isso. Simples assim,se proibirem chocolate,vai existir tráfico de chocolates,o povo sempre dá um jeito de ganhar dinheiro fácil.

Por: Taninha, 15 March 2013 14:12

Não é uma vergonha somente do Estado. É UMA VERGONHA BRASILEIRA!!! Assim como a polícia de São Paulo tem baixos salários, imaginem então como é a polícia na Bahia, no Mato Grosso, em Minas Gerais... O Governo Federal há anos vem protelando um piso nacional para policiais que daria mais dignidade a eles (a PEC 300), cujo PT barrou. Falta ainda leis mais severas contra o crime e maior vigilância nas fronteiras onde passa de tudo. Valorizando os policiais dando-lhes condições de trabalho, salário digno, equipamentos, mudança urgente nas leis penais hoje existentes e pouco eficientes e maior vigilância de portos, aeroportos, fronteiras reduzirá e muito a quantidade de crimes nas cidades brasileiras.

Por: Cadu SJC, 15 March 2013 14:11

Uma vergonha para o Estado, uma vergonha para o País. Nosso estado está largado desde a década de 80. Estamos sobrevivendo com os restos das conquistas de antes.

Por: Almeneto, 15 March 2013 13:47

O problema vai continuar existindo enquanto existir um comércio ilegal de drogas - assim como foi nos EUA durante a lei seca quando proibiram o álcool. Os bandidos tem muito dinheiro, a polícia é corrompida e o poder público também. Prefiro que os drogados se matem comprando sua droga legalmente do que financiando bandidos. Caramba morre mais gente, inclusive gente honesta e policias, nessa lei absurda do que pelo uso das drogas. É rídiculo.

Por: Bruno Porto, 15 March 2013 13:44

Concordo com vc em parte Sr. Hfonseca, 15/03/2013 12:04, boa tarde! Pergunto ao Sr.: Quem tem coragem, depois de uma ameaça deste tipo, ficar com suas portas abertas???? Duvido que alguém tenha; pois temos filhos, esposas etc... Infelizmente, enquanto o poder público for omisso e menor que a bandidagem, estamos sujeitos a tudo isso.... infelizmente.

Por: CASANOVA, 15 March 2013 13:25

Jardim da Granja é na região Sudeste... O pessoal do Vale está precisando urgentemente de um mapa de São José na sede do jornal. Vive confundindo o nome das ruas, as regiões da cidade.

Por: Eric, 15 March 2013 13:12

Cadu concordo com voce em partes,mas mal alimentados DISCORDO, pq a policia em geral só fla boia em melhores restaurante;essa não.

Por: Antonio, 15 March 2013 12:34

FECHAREMOS AS NOSSAS PORTAS, TANTAS VEZES QUANTO NECESSARIO, POR ORDEM DA BANDIDAGEM, DESDE QUE A POLICIA VENHA E ELIMINE UM POR UM DOS BANDIDOS, PARA QUE NOSSOS COMERCIO, ESCOLA E INDUSTRIA, FIQUEM ETERNAMENTE ABERTAS.

Por: Vovo Alcides, 15 March 2013 12:10

Acho um absurdo isso... Hoje foram as escolas que fecharam, amanhã é o comércio e depois o bairro todo !!! Tem que impedir o toque de recolher para não dar a sensação de poder aos bandidos. E para quem mata por matar e não dá nenhum valor à vida, que interesse tem um ser assim em respeitar o luto ??? Que valorizem a vida primeiro para depois saber o que é a perda de alguém... A sociedade está com os valores completamente invertidos... Se é que tem valores para isso hj em dia... Infelizmente !!!

Por: Hfonseca, 15 March 2013 12:04

Moro no Jardim da Granja fazem muitos anos e conheço muito bem como funciona o bairro. Os traficantes são muito respeitados por aqui e conhecem praticamente todo mundo. Com o assassinato do Tuco e do Bel (Maurício é tio do Tuco) tenham certeza de que haverá muitos problemas. Quem os assassinou não tem idéia do tamanho do problema que arranjou. Pelos comentários de ontem no bairro, ainda haverá muitas capas de jornal...

Por: Comenta 2013, 15 March 2013 09:44

Cadu, muitos não, o Jeferson que reclama, mas é um cara legal, o problema está na cidade dele Jacareí, mas neste caso das mortes, todo mundo que gosta tem direito a ir a um baile, independente do gosto musical, mas o que está faltando é respeito um pelo outro, o cidadão com uma arma na mão se acha Deus onipotente, então é preciso de realmente rever o Código Penal, uma das chances de diminuirem a violência e impunidade.

Por: Andre Kiel, 15 March 2013 08:42

Ah, agora entendi tudo. Ontem, retornando de um "bico" na cidade de Taubaté (LG Celulares), por volta das 13:00hs, passei por uma Blitz da Polícia Rodoviária Federal, próximo ao Viaduto do acesso ao Jardim da Granja e logo no retorno, na cabeceira do mesmo viaduto, pelo menos mais umas 4 viaturas da Polícia Militar e já quase na portaria do INPE, mais uma Blitz da mesma polícia. Vendo todo o trânsito parado e como eu estava com muita pressa, fiz o retorno no viaduto e procurei outro caminho, rumo à região sudoeste, onde moro. À noite, no telejornais regional, descobri o motivo de tanta polícia naquela região. Então mataram o "coitadinho" do filho do patrão, que estava curtindo um bailinho Funk em Jacareí??? Caramba gente, o pessoal não deixa nem os garotos se divertirem?! Bem sem mais milongas, para mim, já foi (foram) tarde!

Por: CASANOVA, 15 March 2013 08:10

Muitos vão dizer que é falta de policiamento ostensivo. Pode ser, mas o problema é muito maior do que se imagina. Bandidos fazem o que quer porque a Lei é permissiva. O tripé da impunidade, ou seja, as leis que apenas "passam a mão" na cabeça de bandido como o ultrapassado e arcaico Código Penal, a Lei de Execuções Penais e o Código Processual Penal permitem que o Poder Paralelo do Crime traga o terror a sociedade. Juntando as leis fracas, ainda temos os policiais desmotivados e mal valorizados, mal equipados, mal remunerados e mal alimentados e também com instituições fracas como a nossa Justiça que é tida como uma das mais lentas de todo o mundo. Instituições fracas com leis fracas e ineficazes apenas darão mais força para os criminosos mandarem neste país... Aliás eles já estão mandando!!!

Por: Cadu SJC, 15 March 2013 06:57