São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
February 15, 2017 - 10:25

Força-tarefa promete 'guerra' contra os 'fluxos' em São José

Operação PM Polícia

Foto: Divulgação

Com apoio das forças de segurança, prefeitura dá início à operação para combater os bailes de ‘pancadão’ nas ruas da cidade, que já deixaram quatro mortos em dois anos. Festas têm consumo de droga e som alto

Redação
São José dos Campos

A Prefeitura de São José entrou de vez no combate aos “fluxos do funk”, bailes organizados em ruas da cidade, normalmente de madrugada, com som alto, violência e que já provocaram ao menos quatro mortes na cidade nos últimos dois anos.

O prefeito Felício Ramuth (PSDB) lançou o programa “São José Unida” para integrar órgãos municipais, como a Guarda Civil, Trânsito e a Fiscalização de Posturas, às forças de segurança pública, como as polícias Militar e Civil e as rodoviárias.

O intuito é conter a onda de bailes funk que incomodam moradores por causa do som alto, da bagunça e da violência, além de consumo de drogas, álcool e cenas de sexo explícito em algumas situações.

Reunião. A força-tarefa contra o “fluxo do funk” teve sua primeira reunião no dia 9 de fevereiro.  Entre as propostas aprovadas, segundo a prefeitura, estão a implantação da atividade delegada --parceria entre a administração e a PM, o chamado “bico oficial”-- ainda no primeiro semestre, operações conjuntas para coibir os bailes, mapeamento das áreas críticas, integração das câmeras de monitoramento do COI (Centro de Operações Integradas) a outros sistemas e envio dessas imagens para as forças de segurança.

As reuniões devem ocorrer mensalmente, para analisar os índices e definir estratégias para melhorar a segurança pública em São José.

De acordo com a Secretaria de Proteção ao Cidadão, os “fluxos do funk” têm acontecido com mais frequência no Urbanova, na zona oeste, e na região norte. “Novas operações serão feitas para evitar esse fluxos. A prefeitura dará apoio às ações, trabalhando em conjunto com a PM”, disse coronel Leônidas Pantaleão de Santana, secretário de Proteção ao Cidadão.

Poder público pede apoio em redes sociais

As redes sociais viraram uma “arma” dos cidadãos contra os “fluxos do funk” em São José. No último final de semana, o prefeito de São José, Felício Ramuth, publicou fotos em sua página no Facebook de uma operação da Guarda Civil Municipal e dos agentes de trânsito para evitar a organização dos bailes.

“A segurança é responsabilidade do Estado mas a prefeitura pode ajudar, por isto realizamos esta ação preventiva com objetivo de evitar a formação do fluxo”, apontou o prefeito.

Na página da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) e na do setor de Homicídios, fotos e imagens de “fluxos” alertam para a necessidade de a população denunciar os bailes. Os policiais prometeram monitorar a atividade em bares do município.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade  
Publicidade
Publicidade

Brasil

Mundo