São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Home
February 17, 2017 - 14:00

Dono de empresa diz que incêndio que queimou 21 ônibus em São José foi criminoso

Incêndio em garagem

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Daniela Santos
São José dos Campos

O incêndio que atingiu 21 ônibus na empresa Viação Mimo na madrugada da última segunda-feira (13), em São José dos Campos, pode ter sido criminoso, de acordo com o proprietário da companhia.

Cláudio Moreira, em entrevista ao site ‘Diário Transporte’, disse que sua empresa firmaria contrato para transporte de funcionários com a Queiroz Galvão na última quarta-feira (15). O contrato com a antiga prestadora de serviços não foi renovado.

“Desde que tínhamos ganhado essa concorrência, começamos a sofrer ameaças. Nosso gerente comercial, por exemplo, chegou a ser ameaçado de morte”, relatou. 

Ainda segundo o empresário, a perícia que esteve no local encontrou um coquetel molotov jogado entre os 21 veículos e que teriam sido lançados da parte do fundo da garagem. O prejuízo foi calculado em R$ 6 milhões.

Incidente. Na madrugada da última segunda-feira, por volta das 3h, 21 ônibus foram incendiados na garagem da empresa, localizada no bairro Eugênio de Melo, zona leste de São José dos Campos. Vinte e sete profissionais dos Bombeiros e nove viaturas participaram do resgate. Outros 15 ônibus conseguiram ser salvos.

O VALE entrou em contato com a Polícia Civil, mas até a publicação da matéria ninguém se pronunciou sobre o andamento das investigações.


 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade

Brasil

Mundo