Logo Jornal OVALE

Depoimentos sobre caso Maninho começam nesta quarta-feira

A Comissão Processante da Câmara Municipal de São José dos Campos, que foi aberta para apurar uma denúncia contra o vereador Maninho Cem Por Cento (PTB), colherá depoimentos dos nomes envolvidos no processo nesta quarta-feira (6).

O vereador foi acusado por ex-assessores de cobrar 'pedágio' por indicações para cargos no executivo. Maninho será ouvido pelos vereadores da comissão formada por Calasans Camargo (PRP), Dulce Rita (PSDB), e presidida por Juliana Fraga (PT).

De acordo com a presidente, na primeira oitiva será ouvido o denunciante do caso e uma segunda pessoa, que também trabalhou como assessor de Maninho e pediu para ser incluído ao processo durante a apuração.

No dia 13, serão ouvidas as testemunhas do caso e no dia 20, o vereador denunciado fará seu depoimento ao grupo.

Todos os citados no processo, incluindo o parlamentar, serão ouvidos pelo grupo. As datas das oitivas podem sofrer alteração. A comissão processante tem até o dia 5 de março para decidir se considera a denúncia procedente ou não.

Se os vereadores decidirem dar prosseguimento ao caso, a cassação do mandato de Maninho será votada em plenário por todos os parlamentares. O vereador faz parte da base aliada de Felicio Ramuth (PSDB).

JUSTIÇA.

Maninho Cem Por Cento foi condenado em primeira instância pela Justiça no ano passado, em outro caso, por empregar um funcionário de seu gabinete em um empreendimento particular.

Na ocasião, uma manobra do então presidente da Câmara, Juvenil Silvério (PSDB), livrou o vereador de ter o mandato cassado. Os dois casos foram revelados por OVALE, e o parlamentar nega todas as acusações.

No dia 27 de fevereiro, a denúncia contra o parlamentar será julgada pela 9ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça, que é formada por três desembargadores.