Logo Jornal OVALE

Comam discute legitimidade ambiental do Arco da Inovação

Em xeque. Máquina no canteiro: obra da ponte pode ser suspensa

Meio Ambiente. O Comam (Conselho Municipal de Meio Ambiente) de São José dos Campos enviará ao governo Felicio Ramuth (PSDB) uma série de questionamentos sobre a obra do Arco da Inovação, ponte estaiada que será erguida na zona oeste da cidade.

Em reunião nesta quinta-feira, que contou inclusive com a presença de membros da prefeitura apresentando dados sobre a obra, foi discutida a legitimidade ambiental da ponte.

Essa semana, o Ministério Público pediu à Justiça que suspenda liminarmente as obras. Durante a reunião do Comam, também foi votada uma moção para paralisação da construção, mas ela não foi aprovada.

"A maioria dos membros optou por fazer questionamentos formalizados, mas sem a elaboração de uma moção", disse o presidente do Conselho, Lincoln Delgado.

Segundo ele, moradores de prédios do entorno manifestaram preocupação em desvalorização dos imóveis e questionando se a obra na rotatória é realmente necessária para o município..