Logo Jornal OVALE

Dois em cada dez homicídios em São José são feminicídios

Apuração. DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) é responsável pela investigação desse tipo de crimes
Pperfil das vítimas mostra que maioria tinha de 30 a 40 anos, morava na zona leste e foi vítima de companheiro, esposo ou namorado

Thais [email protected]_thaisperez | @_thaisperez

Dois a cada dez homicídios em São José dos Campos durante o ano de 2018 foram feminicídios (quando a vítima é morta pelo companheiro por razão de ser mulher).

A cidade fechou o ano passado com oito vítimas de homicídios dessa natureza. O feminicídio foi o segundo fator que mais motivou homicídios em São José, sendo o primeiro desavenças pessoais, com 11 casos no total.

De acordo com levantamento feito pelo OVALE através de informações de Boletins de Ocorrência, a maioria das vítimas foi morta dentro de casa, no período da tarde.

As vítimas tinham em sua maioria de 30 a 40 anos e moravam na zona leste da cidade, onde também foram vítimas do crime. A maioria das mulheres eram brancas e foram vítimas de seus companheiros, esposos ou namorados.

Objetos caseiros, como facas, machados ou pedaços de pau foram as armas mais comuns utilizadas nos crimes. No total, cinco vítimas foram mortas dessa maneira e todas elas foram encontradas com sinais de violência extrema. Três das mortes foram causadas por tiros de arma de fogo.

"Temos que ressaltar a importância da mulher que está sendo vítima de um relacionamento abusivo ir até a Delegacia da Mulher, relatar todo o fato. Elas podem conseguir medidas protetivas", afirmou o delegado Neimar Camargo, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de São José.

Maioria das vítimas não registrou Boletim de Ocorrência contra autores

Pelo menos cinco vítimas de feminicídio em São José dos Campos no ano passado não registraram Boletim de Ocorrência contra o companheiro antes do homicídio. Contudo, na maioria dos casos, as mulheres já haviam relatado para testemunhas que seus esposos ou namorados tinham comportamento violento durante a relação.