Logo Jornal OVALE

Após aprovação de Bolsonaro, Embraer anuncia criação de segunda joint venture com a Boeing

Embraer

Caíque Toledo | caiq[email protected]

Minutos após o governo Jair Bolsonaro (PSL) afirmar que não vai se opor ao negócio entre Embraer e Boeing, a empresa com sede em São José dos Campos afirmou que ambas chegaram a um acordo sobre termos para a criação de uma segunda joint venture.

Em nota afirmando que o governo aprovou a 'parceria estratégica', a Embraer disse também que um segundo acordo vai promover e desenvolver novos mercados para o avião KC-390. Nesta nova proposta, a Embraer terá 51% de participação e a Boeing nos 49% restantes.

No acordo principal, a Boeing terá participação de 80% na nova empresa e a Embraer, os 20% restantes.

"Como próximo passo do processo, o Conselho de Administração da Embraer deverá ratificar a aprovação prévia dos termos do acordo e autorizar a assinatura dos documentos da operação. Em seguida, a parceria será submetida à aprovação dos acionistas, das autoridades regulatórias, bem como a outras condições pertinentes à conclusão de uma transação deste tipo. Caso as aprovações ocorram no tempo previsto, a expectativa é que a negociação seja concluída até o final de 2019", diz nota da empresa.