São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Novembro 07, 2018 - 21:23

Aguardado filme de Chacrinha estreia nos cinemas da região

Chacrinha: O Velho Guerreiro

Legemda. legenda Leg

Foto: /Créditos

Da Redaçã[email protected]

A trajetória de um dos maiores comunicadores brasileiros, José Abelardo Barbosa de Medeiros, está no longa "Chacrinha: O Velho Guerreiro", que estreia nesta quinta-feira (8) nos cinemas da região.

Com direção de Andrucha Waddington, o longa tem no elenco Stepan Nercessian e Eduardo Sterblitch na pele do protagonista em diferentes fases de sua vida: jovem e adulta, respectivamente. Ainda no filme, Karen Junqueira é Rita Cadillac; e Gianni Albertoni, Elke Maravilha.

"O Chacrinha é um personagem que vai além do Brasil, e acho que não só influenciou os programas que vemos até hoje no país, mas também na Europa. Havia um programa na Itália, no final dos anos 1980, que era muito parecido com que ele fazia aqui. Podemos dizer desta forma, que o filme é enorme como ele era, e de verdade, vamos ver isso na tela", diz Angelo Salvetti, produtor do longa.

Aliás, uma superprodução: foram cerca de 100 pessoas na equipe técnica, mais de 400 horas de trabalho criativo, 2.000 figurantes, 100 músicos e 30 locações distribuídas entre Petrópolis e Rio de Janeiro.

Experiência.

Apesar de já ter interpretado Chacrinha em outros momentos, Nercessian conta que esta foi uma experiência diferente. "Apesar de eu ter uma intimidade com o personagem por conta do teatro, nele, eu entrava no personagem por uma ou duas horas. E no especial da TV Globo também foi a mesma coisa: filmei um dia", disse em nota. "Agora no filme o que mais estranhei foi chegar pela manhã, me vestir de Chacrinha, e ficar 12 horas dentro do personagem o tempo todo. Foi um novo método de concentração, um novo exercício", ressaltou.

Mas, o término das filmagens e, enfim, a exibição do longa nos cinemas, não representou uma despedida final de Chacrinha na sua vida.

"É só mais uma de tantas despedidas que tive desse personagem. O Chacrinha é algo meio imprevisível", brincou o ator.

MEMÓRIA.

Não se trata de uma cinebiografia, uma vez que o filme ignora a infância e a adolescência de Barbosa.

O foco está na sua trajetória desde o momento em que ele largou a faculdade de medicina para se aventurar em seu primeiro "bico" como locutor de rádio.

Daí em diante, vemos sua vida se transformar e o nascimento do "alter ego" mais conhecido do país, cujo auge foi na Globo, a partir de 1967.

Chacrinha morreu em 1988, vítima de um infarto fulminante..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO