São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Esporte
Novembro 05, 2018 - 21:01

Com segundo tempo desastroso, São José perde em casa para o Mogi

O norte-americano Johnson, do São José, arremessa para fazer cesta de três pontos

Derrota. Lance da partida entre São José e Mogi das Cruzes nesta segunda-feira à noite

Foto: /Arthur Marega Filho/São José Basketball

Marcos Eduardo Carvalho
São José dos Campos

O São José perdeu para o Mogi das Cruzes por 96 a 74 nesta segunda-feira à noite, pela quarta rodada do primeiro turno do NBB (Novo Basquete Brasil), no ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos. Foi a terceira derrota dos joseenses no torneio, que teve um primeiro tempo de vantagem no placar, mas uma segunda etapa desastrosa.

Até agora, o time comandado pelo técnico Paulo Cézar Jaú só venceu o Basquete Cearense. Já os mogianos, do renomado técnico Guerrinha, e um dos favoritos ao título, somam quatro derrotas em três derrotas - já disputaram sete jogos até agora.

O São José, que levou 1.320 torcedores ao Caldeirão esta noite, volta a jogar no sábado, quando visita o Bauru, a partir das 18h, no ginásio Panela de Pressão.

O JOGO.

Em quadra, os joseenses fizeram uma atuação de gala no primeiro quarto da partida. Contra um adversário tecnicamente superior, o time da casa conseguiu se impor e, com grande atuação de Márcio Dornelles e Sahdí, chegou a abrir 13 pontos de vantagem em determinado momento. No final, os mogianos descontaram e o período acabou com cinco pontos de frente para o São José: 27 a 22.

No segundo quarto, novamente o time da casa começou melhor. Chegou a ficar com 8 pontos de vantagem, mas errou alguns passes, deu espaço para o norte-americano Shamell, principal jogador do Mogi, e os visitantes descontaram a vantagem para apenas um ponto no intervalo: 42 a 41.

E, no segundo tempo, o São José teve um apagão no terceiro quarto. Viu o Mogi fazer 11 a 0 nos primeiros minutos, abrindo dez pontos de vantagem, obrigando Jaú a pedir tempo técnico. Mas nada adiantou. E a atuação joseense no período foi desastrosa. O time marcou apenas 9 pontos e levou 30. Resultado: o Mogi praticamente decidiu o jogo, abrindo 20 pontos (71 a 51).

Nos últimos dez minutos, o time da casa estava abatido e errando passes. O Mogi, por sua vez, diminuiu um pouco o ritmo de partida, já que tinha uma vantagem confortável. E o São José não teve fôlego para esboçar reação.

Shamell, do Mogi, foi o principal cestinha do jogo, com 24 pontos marcados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO