São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Novembro 26, 2018 - 22:37

Trump exige deportação e ameaça fechar a fronteira

Donald Trump

Ameaça. O presidente Trump falou em fechar a fronteira no país

Foto: /White House

De acordo com o presidente dos Estados Unidos, o México deveria tomar medidas deportando os migrantes, 'muitos deles verdadeiros criminosos, de volta os seus países'

Das agê[email protected]

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou fechar "permanentemente" o posto de fronteira em San Ysidro, entre as cidades de San Diego, nos EUA, e Tijuana, no México, e exigiu que os mexicanos deportem aos países de origem e "por qualquer meio necessário" os migrantes de outros países da América Central que tentarem entrar no território americano.

"O México deveria tomar medidas deportando os migrantes, muitos deles verdadeiros criminosos, de volta os seus países", disse o governante pelo Twitter.

"Avião, ônibus, façam como quiserem, mas (os migrantes) não vão entrar nos EUA. Fecharemos a fronteira permanentemente se for necessário. Congresso, entregue fundos para o muro!", acrescentou. Centenas de migrantes, a maioria centro-americanos, romperam no domingo um cerco da Polícia Federal mexicana com o objetivo de chegar à guarita de El Chaparral, na fronteira de Tijuana com San Ysidro, nos Estados Unidos.

Um grupo chegou a escalar a primeira cerca da fronteira que separa os países, mas a polícia americana usou gás lacrimogêneo e obrigou a maioria a recuar.

Como consequência, o governo americano decidiu fechar temporariamente a passagem de San Ysidro, que conecta San Diego a Tijuana, uma das fronteiras mais transitadas do mundo.

Segundo dados do DHS (Departamento de Segurança Nacional) dos Estados Unidos, cerca de 7 mil migrantes aguardam do outro lado da fronteira, principalmente em Tijuana e Mexicali, para apresentar a solicitação de asilo.

REFORÇO.

No último dia 19, a passagem fronteiriça de San Ysidro, que liga San Diego, nos Estados Unidos, e Tijuana, no México, onde milhares de migrantes aguardam para pedir asilo nos Estados Unidos, já havia sido fechada para a colocação de "materiais de reforço".

Esta medida, que pegou de surpresa milhares de pessoas que transitam diariamente entre ambos os países, correspondeu a um fechamento "temporário" tanto da passagem de veículos como de pedestres do lado leste, de entrada para os Estados Unidos, disse uma porta-voz do CBP..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO