São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Outubro 08, 2018 - 23:05

Professor de Vale comenta participação no Bake Off Brasil

Bake off Brasil

Bastidores. Professor com os jurados Beca Milano e Olivier Anquier e a apresentadora Nadja Haddad

Foto: /SBT/Divulgação

Paula Maria [email protected]

"Alguém pode me ajudar? 'Tô' fazendo arroz doce. Já refoguei o alho, a cebola e o arroz. O que eu faço agora?". A divertida pergunta feita no Instagram reflete a leveza com que o professor universitário de Taubaté André Aquino encara a gastronomia.

Comunicador social e administrador de empresa por formação e cozinheiro por paixão, Aquino, nascido em Lorena, tornou-se conhecido nacionalmente no último mês graças ao "Bake Off Brasil - Mão na Massa", talent show focado em confeitaria, do SBT, sob o comando de Nadja Haddad.

Na atração, Aquino desbancou cerca de 30 mil inscritos e ganhou uma vaga na quarta temporada da atração. Acabou sendo eliminado no episódio em que encarou o desafio de reproduzir um bolo de casamento, na prova criativa, e uma torta invertida, na técnica.

Se ele chorou? Nada! "Acabei por consolar os amigos que ficaram tristes com a minha saída", riu o cozinheiro, que tornou-se amigo de todos na tenda, principalmente da baiana Lolla, da drag queen Mina de Lyon e do gaúcho Ricardo.

"O programa valeu muito a pena. Conheci pessoas bacanas, foi muito legal. Eu nem esperava entrar. A confeitaria exige delicadeza e eu não sou nada delicado!", diverte-se.

'Cozinha pra macho'

Aquino conta que se interessar pela cozinha foi uma surpresa. "Eu odiava cozinhar. Não sabia fritar um ovo, esquentar uma água! Até que precisei fazer uma dieta rigorosa para poder participar do mundial de jiu-jitsu. Cheguei a perder na época 22kg em três meses. Nessa brincadeira de comer 'só alface e tomate', resolvi criar uns temperos para poder tornar a comida mais saborosa. E gostei do desafio", contou ele, que passou a postar nas redes sociais seus pratos. "As pessoas começaram a me pedir as receitas. Até que um amigo falou: por que você não cria um blog?".

Esse foi o embrião do 'Cozinha pra macho', canal mantido pelo cozinheiro no Youtube e que conta com 3,7 mil inscritos.

"No começo do programa do SBT, recebi uma enxurrada de críticas por conta do uso da palavra 'macho'. Mas depois de um tempo de programa, as pessoas viram que não tem nada a ver. É uma brincadeira. Não sou machista", disse ele, que virou até muso de uma comunidade LGBT.

Confeitaria.

Aquino é casado e pai de três filhos e quem gostou da paixão que ele desenvolveu pela cozinha foi a sua esposa, Adriana. "Ela me apoia muito", disse o professor, que estuda hoje gastronomia.

Se antes seus bolos eram daqueles "de vovó", hoje ele aposta na confeitaria francesa e em trabalhos com pasta americana.

"Meu filho é muito fã do 'Bake off'. Meu forte sempre foi cozinha quente, mas por ele, resolvi me inscrever. Consegui passar nas seletivas e até agora não acredito que entrei. Foi um aprendizado imenso", afirmou.

"O Olivier Anquier e a Beca Milano (jurados) parecem bravos frente às câmeras, mas, nos bastidores, nos dão dicas, ensinam como sovar uma massa... E agora que saí do programa, tenho feito dois ou três bolos por semana para treinar. Sorte dos meus vizinhos que comem tudo", ri.

Em tempo, esse final de semana tem repescagem. Todo o programa já foi gravado. Mas arrancar um spoiler de Aquino não é tarefa fácil. "Assistam. A única coisa que posso dizer é que acho que fui bem...", faz suspense..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO