São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Outubro 09, 2018 - 23:15

Após desgaste, Câmara de São José vê vereadores barrados nas urnas

Câmara de São José

De volta ao batente. Plenário da Câmara na sessão desta terça-feira, a primeira após as eleições

Foto: Flávio Pereira/CMSJC

Seis parlamentares não tiveram votações expressivas e viram campanhas fracassarem; Calasans e Amélia tentaram vagas em Brasília enquanto Petiti, Lino Bispo, Renata e Balieiro buscaram a Assembleia Legislativa

Caíque [email protected]

Após desgaste da atual legislatura em polêmicos casos como os supersalários, aumento salarial de secretários, reforma administrativa e aumento do IPTU, a Câmara de São José viu seus vereadores naufragarem nas urnas nas eleições deste ano.

Seis parlamentares tentaram cargos como deputado estadual ou federal, mas nenhum deles conseguiu votações expressivas o suficiente para serem eleitos.

Desde o ano passado, a Câmara tem passado por votações consideradas polêmicas, que desgastaram a imagem dos parlamentares. Ao fim da apuração deste domingo, os seis vereadores somaram 152 mil votos.

Amélia Naomi (PT) e Calasans Camargo (PRP) tentaram vaga como deputados federais, enquanto Fernando Petiti (MDB), Lino Bispo (PR), Renata Paiva (PSD), e Wagner Balieiro (PT) buscaram cadeiras como deputados estaduais.

Entre os vereadores, os extremos foram os que postularam vagas na Câmara dos Deputados, em Brasília. A petista Amélia foi quem teve maior votação, com 38.200 votos, enquanto Calasans foi o vereador joseense menos votado desta eleição: 7.464 votos.

Entre os candidatos a deputado estadual, a maior votação foi de Renata Paiva, com 35.514 votos, seguida por Balieiro, com 32.740. Petiti fechou a campanha com 26.018 votos recebidos, e Lino Bispo teve 12.430 votos válidos..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO