São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Outubro 08, 2018 - 23:05

Doria declara apoio a Bolsonaro no segundo turno; França se distancia

Doria e França

Doria e França. Disputa foi para o segundo turno em São Paulo

Foto: /Fotos: Rogério Marques/OVALE

Rivais na disputa do segundo turno pelo governo do Estado, João Doria (PSDB) declarou apoio a Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial, enquanto Marcio França (PSB) prefere não se posicionar: 'nem Haddad (PT), nem Bolsonaro'; vice do atual governador, coronel Nikoluk declarou apoio ao presidenciável do PSL

Da redaçã[email protected]

João Doria (PSDB) declarou apoio a Jair Bolsonaro (PSL), candidato que vai disputar o segundo turno das eleições presidenciais com Fernando Haddad (PT). O tucano confirmou seu posicionamento através de sua conta no Twitter neste domingo (7). "Tenho posição. PT não! Vamos lutar para a esquerda não voltar", escreveu Doria.

Adversário de Doria na disputa pelo governo estadual, Márcio França (PSB) preferiu se distanciar das eleições presidenciais. "Se depender de mim, não apoio nem Bolsonaro nem Haddad". afirmou o candidato a jornalistas na manhã desta segunda (8).

França reforçou lealdade a Geraldo Alckmin (PSDB), agradecendo 'oportunidade' dada pelo líder do partido, esperando o apoio de alas do PSDB.

Doria rebateu as declarações de seu adversário, afirmando que o PSB, partido de França, já declarou apoio a Haddad. "Ele [França] não admite sua condição de esquerdista. É o PT disfarçado", criticou Doria. O candidato do PSDB também afirmou que espera que o partido reavalie seu posicionamento. "Serei um cobrador (...) Se depender de mim, eu declaro o fim do muro no PSDB, para mim não tem muro, tem lado", disse.

ESTRATÉGIA.

A Coronel Eliane Nikoluk, vice de França na chapa do PSL declarou voto a Bolsonaro. OVALE apurou que dentro do partido há uma ala que pede que o candidato Márcio França faça o mesmo. Sobre sua guinada na reta final, o candidato afirmou que Doria o 'ajudou' ao citar seu peso durante a campanha eleitoral.

Doria afirmou que sua estratégia para o segundo turno é reforçar suas propostas. "Vamos mostrar nosso campo liberal e deixar claro que o campo deles [PSB] é o campo disfarçado, é o campo vermelho", disse..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO