São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Setembro 13, 2018 - 22:54

Conselho da RMVale quer criar Fundo para projetos

Museus

Vale Histórico. A reunião foi realizada no Museu Frei Galvão, localizado no centro de Guaratinguetá

Foto: Rogério Marques/OVALE

Fundo Vale receberá recursos do governo estadual, dos 39 municípios e de outras fontes financiadoras; dinheiro será utilizado para apoiar projetos e ainda programas regionais

Xandu [email protected]

O Conselho da Região Metropolitana do Vale do Paraíba quer regulamentar o 'Fundo Vale', que irá receber os recursos repassados pelo Estado, municípios e outras fontes financiadoras.

O dinheiro será usado para apoiar projetos e programas determinados pelo conselho da RMVale.

A medida será debatida na quarta-feira de semana que vem, em reunião da direção da região metropolitana, que será realizada no Museu Frei Galvão, na região central de Guaratinguetá.

A reunião foi marcada após encontro da cúpula da RMVale, em encontro na última quarta-feira, em São José dos Campos, na sede da Agemvale (Agência Metropolitana do Vale do Paraíba).

Participaram Victor de Cássio Miranda, o Vitão, prefeito de Paraibuna e presidente Conselho de Desenvolvimento Metropolitano do Vale do Paraíba e Litoral Norte, e Marcus Soliva, prefeito de Guaratinguetá e vice-presidente do órgão.

REGULAMENTO.

Na próxima reunião, segundo Vitão, estarão presentes representantes das 39 cidades da RMVale e do governo estadual, que irão se reunir para deliberar sobre o regulamento do Fundo Vale.

Para tanto, eles tomarão por base os regulamentos utilizados na criação de fundos das demais regiões metropolitanas do Estado.

"O importante é pensarmos nas soluções que ajudarão toda a nossa região. Muitos dos problemas em um município também estão em outro", disse Soliva.

"Essas discussões são importantes para a nossa região, com projetos de médio a longo prazo. Precisamos de um fórum permanente de debate", disse Felipe Augusto, prefeito de São Sebastião.

Para Fernando Diniz, prefeito de Caçapava, é preciso ultrapassar as fronteiras. "Não dá para pensar a região de forma isolada. Temos que pensar de uma forma regionalizada"..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO