São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Agosto 07, 2018 - 23:10

Gasto com nova Comunicação supera a economia feita pela Câmara de São José

Câmara de São José

Câmara de São José

Foto: /Rogério Marques/OVALE

Argumento usado para nova licitação, extinção de nove cargos economizou R$ 121 mil por mês, enquanto novos serviços de fotografia, captação e edição de imagens podem custar até R$ 163 mil mensais

Caíque [email protected]

Argumento usado pela Câmara para justificar a contratação de um novo setor de Comunicação, a extinção de cargos comissionados no setor economizou R$ 121 mil por mês aos cofres públicos.

Pressionado pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) e pelo Ministério Público a diminuir cargos com comissionados, o Legislativo aproveitou a reforma administrativa para excluir 9 deles. Segundo a assessoria de imprensa, o valor referente a salário, benefícios e encargos era de R$ 121.679,90 mensais.

A própria Câmara alega que, devido a esses cortes, foi necessária uma licitação para a contratação de novos profissionais para o setor. Incluindo também a terceirização da TV Câmara, o valor pode chegar até a R$ 163.420 por mês.

O contrato prevê serviços de captação e edição de imagens, técnico de áudio e vídeo, e técnico de rádio e TV, além de fotografia. A título de comparação, o contrato anterior da Câmara nesse sentido, para a TV Legislativa (que contava apenas com serviços de captação e edição de imagens), custava R$ 29.923 aos cofres públicos.

Na conta da Casa de Leis, trata-se de um aumento de 7,79%.

CONTA.

Presidida por Juvenil Silvério (PSDB), a Câmara vai disponibilizar os equipamentos de sua própria TV.

Desde o ano passado, o Legislativo já vem cortando funcionários em gabinetes e na administração da Casa. O motivo é uma pressão judicial, do MP e do TCE, recomendavam economia com comissionados.

Em nota recente enviada a OVALE, a Câmara de São José afirmou que os serviços "se justificam em razão do princípio constitucional da publicidade, na medida em que os atos do Poder Legislativo devem ser tornados públicos para conhecimento e acompanhamento pela população."

Ao todo, o contrato pode custar até R$ 1.961.040,00 por 12 meses, sendo que o valor previsto inicialmente no edital era de R$ 2.684.336,92 -- a empresa TV Costa Norte LTDA foi habilitada no pregão feito pelo Legislativo..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO