São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Agosto 04, 2018 - 00:02

'Farra das Viagens' atinge 70% da base aliada de Ortiz em Taubaté

Fachada da Câmara de Taubaté

Tapete. Hall de entrada da Câmara de Taubaté. Sessões vão voltar

Foto: /Caíque Toledo

Dos 11 vereadores que formam a chamada 'Bancada do Amém', oito estão envolvidos no escândalo relacionado às viagens; tucano diz que Câmara é 'um poder independente'

Julio [email protected]

Embora a 'Farra das Viagens' aponte irregularidades na Câmara de Taubaté, o escândalo pode ter efeitos colaterais também no Palácio do Bom Conselho.

Dos dez vereadores citados no caso, oito fazem parte da base aliada do tucano no Legislativo, que é formada por 11 parlamentares.

Chamado de 'Bancada do Amém', esse grupo costuma garantir a aprovação de todos os projetos de interesse de Ortiz, já que representa a maioria da Câmara, que tem 19 cadeiras.

Da 'Bancada do Amém' estão envolvidos no escândalo Bobi (PV), Jessé Silva (SD), Vivi da Rádio (PSC), Graça (PSD), Dentinho (PV), Gorete Toledo (DEM), Douglas Carbonne (PCdoB), que é o líder do prefeito na Casa, e Diego Fonseca (PSDB), presidente do Legislativo.

Da base aliada, apenas três vereadores não foram citados no caso: Nunes Coelho (PRB), Guará Filho (PR) e Boanerge dos Santos (PTB).

O escândalo estourou durante o recesso parlamentar de julho. A partir dessa segunda-feira, no entanto, serão retomadas as sessões ordinárias, para a votação de projetos.

Fragilizada politicamente, a 'Bancada do Amém' pode ter dificuldades para manter o 'rolo compressor' que, até então, aprovava com facilidade as propostas de Ortiz.

A reportagem questionou Carbonne sobre o assunto, mas o líder do prefeito não quis se pronunciar. Também questionado sobre o escândalo e as consequências dele, o governo Ortiz alegou apenas que a Câmara "é um poder independente e autônomo".

CADEIRAS.

Os outros dois vereadores citados no escândalo - Bilili de Angelis (PSDB) e Alexandre Villela (PTB) - fazem parte do grupo que reúne 'independentes' e oposição.

Após denúncia, sessões são retomadas na segunda-feira

Com ameaça de protestos, a Câmara de Taubaté realiza nessa segunda-feira, a partir das 14h30, a primeira sessão ordinária após a divulgação da 'Farra das Viagens'. Quando o escândalo estourou, em julho, o Legislativo estava no período de recesso parlamentar.

A ordem do dia traz apenas quatro projetos, sendo um para ser discutido em segunda votação e outros três para a primeira análise. Entre os temas, denominação de escola municipal e inclusão de data no calendário oficial.

TRIBUNA.

Na primeira sessão após ser revelada a 'Farra das Viagens', a atenção estará voltada aos dez vereadores citados no escândalo: Bobi (PV), Jessé Silva (SD), Vivi da Rádio (PSC), Graça (PSD), Dentinho (PV), Gorete Toledo (DEM), Douglas Carbonne (PCdoB), Diego Fonseca (PSDB), Bilili de Angelis (PSDB) e Alexandre Villela (PTB).

A expectativa é que, pelo menos, alguns deles usem a tribuna para se pronunciar sobre o caso.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO