São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Esporte
Julho 05, 2018 - 22:51

Brasil duela com a sensação Bélgica para ir à semifinal

Jogadores durante treino em Kazan

Outro mata-mata. Jogadores disputando lance durante treino no estádio de Kazan

Foto: /Lucas Figueiredo / CBF

[email protected]
Kazán

A Seleção Brasileira encara seu maior desafio na Copa do Mundo de 2018 até aqui nesta sexta-feira, às 15h(de Brasília), quando pega a Bélgica na Arena Kazán, em Kazán, na Rússia, em choque válido pelas quartas de final. As duas equipes estão invictas, mas os belgas, que conseguiram uma virada histórica contra o Japão, ganhando por 3 a 2, têm cem por cento de aproveitamento e desde antes mesmo de o torneio começar já eram apontados como "sensação" pelo talento desta geração. O Brasil, nas oitavas de final, bateu o México por 2 a 0.

Sem ainda apresentar um futebol envolvente, o Brasil tem apenas um gol sofrido e é um time que dificilmente sofre pressão. O equilíbrio é a aposta do técnico Tite para derrotar o qualificado adversário.

- Coloco o equilíbrio como principal característica da nossa equipe, que vem tendo um bom desempenho defensivo, mas sem perder a capacidade de agredir o adversário. Estamos no nível certo para disputarmos as quartas de final, que vai ser tão ou mais complicada do que tudo o que passamos até aqui - disse Tite.

A qualidade do time belga é reconhecida pelos atletas brasileiros.

- Não podemos negar que vamos enfrentar um grande oponente. A Bélgica tem grandes jogadores, alguns jogam comigo no Chelsea. Difícil achar um ponto fraco no Courtois, goleiro muito alto. O Hazard é muito bom. Vamos ver a melhor maneira de atacar e marcar a Bélgica. Não tem jogo fácil, vai ser mais um adversário difícil. Vamos estudar a equipe deles, assim como eles vão estudar a nossa. Vai ser mais um jogo complicado para nós. Porém, confio na evolução que estamos apresentando desde a estreia nervosa contra a Suíça. Também é inegável que estamos crescendo na competição - disse o meia Willian.

Se a Bélgica vem sendo cantada em prosa e verso, seu técnico, Roberto Martínez, adota a velha postura de colocar a responsabilidade da vitória e o favoritismo nas costas do adversário.

- Vai ser um grande jogo e creio que podemos avançar. Mas, quando se cruza o caminho da Seleção Brasileira é necessário entender que pela frente teremos o melhor time da competição. Você tem que aceitar isso. Quanto antes entende seu papel, mais rapidamente as coisas ficam claras. Tem a qualidade de jogadores como Coutinho, Neymar, que podem decidir em um segundo. Não somos favoritos. Acredito que ninguém vai esperar que vamos às semifinais. É um jogo que, quando você é um menino, você sonha, de estar envolvido em uma Copa do Mundo contra o Brasil nas quartas de final. Vamos aproveitar desde o primeiro segundo – disse Martínez.

Em termos de escalação, o Brasil terá mudanças. O volante Casemiro, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, fica de fora, cedendo a vaga a Fernandinho. Em compensação o lateral-esquerdo Marcelo, recuperado de um espasmo na coluna, retorno no lugar de Filipe Luís. Outro que fica à disposição, só que no banco de reservas, é o atacante Douglas Costa, recuperado de dores na coxa esquerda.

Já a Bélgica não tem problemas e vai apostar na continuidade de sua equipe para melhorar o entrosamento e ganhar.

Quem avançar do confronto entre a Seleção Brasileira e a Bélgica vai fazer a semifinal contra outra grande equipe, que será definida no duelo entreUruguai e França, que também se encontram nesta sexta-feira.

Caso a partida termine empatada após o tempo regulamentar, acontecerá uma prorrogação de trinta minutos. Persistindo a igualdade, o classificado para as semifinais será conhecido nas cobranças de pênaltis.

FICHA TÉCNICA
BRASIL X BÉLGICA

Local: Arena Kazán, em Kazán (Rússia)
Data: 6 de julho de 2018 (Sexta-feira)
Horário: 15h(de Brasília)
Árbitro: Milorad Masic (Sérvia)
Assistentes: Milovan Ristic (Sérvia) e Dali Djurdjevic (Sérvia)

BRASIL: Alisson, Fagner, Miranda, Thiago Silva e Marcelo; Fernandinho, Paulinho, Philippe Coutinho, Neymar e Willian; Gabriel Jesus
Técnico: Tite

BÉLGICA: Thibaut Courtois, Toby Alderweireld, Vincent Kompany e Jan Vertonghen; Thomas Meunier, Kevin de Bruyne, Axel Witsel e Yannick Ferreira-Carrasco; Dries Mertens, Eden Hazard e Romelu Lukaku Técnico: Roberto Martínez

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO