São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Junho 30, 2018 - 00:05

Nova reitora, Nara Fortes quer diagnóstico financeiro da Unitau

Nara Fortes, nova reitora da Unitau

Comando. Nara Fortes, nova reitora da Unitau, tomará posse terça

Foto: /Divulgação/Unitau

Nova comandante da universidade, que tomará posse na terça-feira, solicitou um raio-x da situação financeira e administrativa da autarquia; promessa é de austeridade para retomar a capacidade de investimentos

Julio [email protected]

Austeridade no gasto e gestão. Essa é a receita da nova reitora da Unitau (Universidade de Taubaté), Nara Fortes, para que a autarquia possa readquirir capacidade de investimento.

A nova reitora, que toma posse na próxima terça-feira, para um mandato de quatro anos, concedeu uma entrevista ao jornal sobre os principais desafios que terá no cargo.

Qual será o primeiro ato da senhora assim que assumir como reitora?

A universidade necessita de um diagnóstico preciso do ponto de vista administrativo e financeiro. Com esse propósito, já protocolamos, junto com as portarias de nomeação, um documento solicitando um relatório para efeitos de transição com mais de 45 itens técnicos, relevantes para tomada de medidas imediatas. São necessários austeridade no gasto e gestão para que a universidade possa readquirir capacidade de investimento.

A senhora faz parte do grupo de situação da Unitau. Sua gestão será de continuidade ou de mudança?

Essa é uma visão simplista. Em minha carreira como servidora sempre tive cargos de liderança e trabalhei pela Unitau. Em 25 anos, passei por gestões diferentes e busquei realizar meu trabalho com dedicação e esforço. E foi justamente por ter trabalhado em outras gestões, ora à frente do vestibular, ora como pró-reitora, que me fez ter o discernimento das potencialidades da instituição. Teremos mudanças porque a universidade precisa se reinventar, precisa ser repensada. A participação da comunidade é de extrema importância nesse cenário de tomada de decisão. Vamos consolidar seu lugar como instituição de ensino superior com foco em formação de excelência para os alunos, sem deixar de valorizar professores e funcionários.

Os pró-reitores já estão definidos? Francisco José Grandinetti e Mário Pellogia, que concorreram à reitoria, devem continuar nos cargos?

A equipe de pró-reitores será anunciada na terça-feira, após a posse. Será uma equipe técnica, competente, focada no trabalho.

O vice de sua chapa era secretário de Negócios Jurídicos da prefeitura. Qual será a influência de Ortiz Junior em seu mandato?

O vice-reitor, professor Jean Esteves, é professor de carreira da universidade há mais de 15 anos e dotado de ampla experiência na advocacia e gestão pública. Com sua experiência, ele vai contribuir na administração da Unitau, ajudando a preservar a autonomia universitária.

Mas é preciso entender: a Unitau é uma autarquia municipal e sua relação com a Prefeitura e com a Câmara é, mais que natural, necessária. Todos trabalhamos, cada um na sua esfera de atuação, em prol da comunidade e de Taubaté. Tenha certeza, essa relação é pautada no respeito, na cordialidade e na parceria em prol da sociedade. E é benéfica para a universidade, que tem autonomia financeira, acadêmica e pedagógica.

A senhora prometeu repensar as fundações e buscar novas fontes de receita por meio delas. Como pretende fazer isso?

As fundações precisam ser autossuficientes e devem ser fontes efetivas de captação de recursos externos. As ações desenvolvidas não precisam estar diretamente ligadas ao ensino, mas podem ser um suporte para a estruturação da universidade. Para isso, seus estatutos serão revistos.

Acredita ser possível concentrar a Unitau em três campus até o fim do mandato? Como tirar isso do papel?

Já temos um desenho inicial que é a forma como a universidade está disposta na cidade atualmente. Os cursos de Biociências, por exemplo, grande parte já está no Campus do Bom Conselho. O Campus da Juta concentra algumas engenharias e poderia abrigar os demais cursos de Exatas. Nossa equipe vai elaborar uma estratégia para reunir os cursos de Humanas, o que apresenta o maior desafio nessa perspectiva de integração. A Unitau terá um desenho moderno, prático e que vai atender às necessidades da instituição, dos alunos, professores e funcionários.

Que promessas os servidores poderão ver cumpridas até o fim desse ano?

Não se trata de promessas, mas de uma decisão. Tão logo tomemos posse, daremos início a estudos para a adoção de medidas imediatas visando à incorporação escalonada do abono e o reenquadramento dos professores no plano de carreira. A Unitau deve isso aos seus servidores, que se dedicam à instituição e merecem ter uma perspectiva de futuro. A Unitau é formada por pessoas e ideias. Não podemos perder o foco humano, que foi essencial em toda nossa história.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO